Cidadeverde.com
Geral

Seduc reordena escolas para atender estudantes com deficiência

Imprimir

Por solicitação da Secretaria de Inclusão da Pessoa com Deficiência (SEID) as escolas Álvaro Ferreira, no bairro Piçarra, e Pedro Conde, no Mocambinho devem se tornar centros de atendimento educacional a estudantes com deficiência. As duas unidades irão desativar as modalidades de Ensino Médio por falta de matrículas.

"Nós precisamos desses espaços para ampliar o atendimento educacional às pessoas com deficiência. Por isto, estamos auxiliando a Seduc nesse sentido", relata o secretário da SEID, Mauro Eduardo.

A secretária da Educação, Rejane Dias, revela que vai acompanhar todo o processo de instalação. "Uma de nossas principais metas é ampliar o ensino especial. Se necessário, faremos um ordenamento das ofertas de vagas, como nestas duas escolas", destaca.

A Unidade Escolar Álvaro Ferreira vai receber o Centro de Atendimento ao Surdo (CAS), para atendimento educacional a alunos com surdez. No local vai se ensinar a linguagem de sinais (Libras) além do ensino regular para esses alunos. Os alunos serão remanejados para o Heli Sobral, por serem vizinhas.

A Unidade Pedro Conde pode receber a escola Ana Cordeiro, referência em Teresina no atendimento a crianças com deficiência física, intelectual e múltipla, que vai iniciar reforma. "Nós ainda vamos visitar a escola para ter uma definição. 

Caso positivo, vamos verificar quais as necessidades de intervenções estruturais, como a acessibilidade, por exemplo", comenta a diretora de Educação Especial da Seduc, Eleonora Pereira de Sá.


[email protected]

Imprimir