Cidadeverde.com
Esporte

Pedro Manta pega suspensão e está fora da 2ª Fase da Série C

Imprimir
Além da lanterna do Grupo 18 da Série C do Brasileirão, o Picos/PI perdeu nesta sexta-feira, dia 8 de agosto, seu treinador. O técnico Pedro de Siqueira Manta foi suspenso por 30 dias pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Enquanto isso, o atleta Aucilandio Rodrigues Malaquias, o Lano, do mesmo clube, foi suspenso por uma partida e já pode enfrentar o Águia de Marabá no próximo domingo, dia 10 de agosto, pela segunda fase da Série C. O jogador já cumpriu suspensão automática. O treinador Pedro Manta não poderá mais dirigir a equipe nesta segunda fase do Brasileirão da Série C.
 
Segundo a advogada do Picos, Dr. Patrícia Saleão, a defesa ficou satisfeita com os resultados. "Quanto ao atleta, a defesa esperava a absolvição, pois a conduta que desancadeou a expulsão foi uma jogada de segundo cartão amarelo. Não foi uma jogada violenta. Quanto ao treinador, conseguimos a pena mínima, mas não tem nenhum elemento para elidir a súmula para que os auditores votassem na absolvição", concluiu em entrevista ao site Justicadesportiva.
 
No jogo realizado no Estádio Helvídio Nunes, Lano foi expulso aos 27 minutos do segundo tempo, por puxar pela camisa o adversário, recebendo o segundo amarelo. Na primeira advertência, o atleta levou o cartão por retardar o jogo. Já o técnico foi expulso por não respeitar o limite da área técnica e por chamar o árbitro da partida com as palavras ?Doido e safado?.
 
Aucilandio Rodrigues Malaquias, o Lano, foi denunciado no artigo 250 (Praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), cuja pena é de um a três jogos de suspensão. Já Pedro de Siqueira Manta terá que responder ao artigo 188 do CBJD (Manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra membros do Conselho Nacional de Esporte (CNE); dos poderes das entidades desportivas ou da Justiça Desportiva, e contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los) cuja pena é de 30 a 180 dias de suspensão.
 
Fonte: Justiça Desportiva
Tags:
Imprimir