Cidadeverde.com
Geral

"Fatos novos" podem elucidar crime contra criança na cidade de Campo Maior

Imprimir
As investigações da morte do garoto P.S.S., de nove anos, semana passada em Campo Maior, 78 quilômetros ao norte de Teresina, ganharam "fatos novos", de acordo com informações do delegado Baker Martins. Ele mantém os dados sob sigilo, mas garante à população que a polícia não parou de investigar o caso e deve concluir o inquérito até o final de agosto.
"Temos fatos novos que estão 'clareando' as coisas. Muita gente foi ouvida, e a inda é cedo para a gente descartar qualquer hipótese", disse Baker ao Cidadeverde.com. O titular do 2º Distrito Policial de Campo Maior ouviu várias testemunhas e ainda não adiantou se a morte do garoto com um tiro na cabeça foi por acidente ou assassinato.
 
Já se sabe o resultado do exame residográfico das mãos do garoto e também de quem era o revólver supostamente usado no crime, e encontrado ao lado do menino. Baker não revela o resultado e diz que ainda é preciso aguardar os resultados de alguns laudos, como o pericial, que ainda não saiu. Semana passada, o Cidadeverde.com conseguiu informações do laudo preliminar do Instituto Médico Legal, de que haviam indícios de que o menor pode ter sido abusado sexualmente.
 
Baker Martins diz que a principal dificuldade no momento são com algumas testemunhas ouvidas, que por serem crianças precisam de um cuidado maior na tomada dos depoimentos. "O certo é que não paramos em nenhum momento de investigar esse caso", concluiu o delegado, que espera encerrar o inquérito antes do fim de agosto.
 
Tags:
Imprimir