Cidadeverde.com
Últimas

Brasileiro em lua-de-mel morreu no maior acidente de avião da Espanha

Imprimir

O brasileiro Ronaldo Gomes Silva, 25, que está entre as vítimas do acidente ocorrido na quarta-feira no aeroporto de Barajas, em Madri (Espanha), havia se casado no dia 3 de julho em São Paulo com a espanhola Yanina Celisdibowsky e estava indo para as Ilhas Canárias em lua-de-mel. As informações foram dadas por telefone à Folha Online pela irmã de Ronaldo, Rosana Gomes Silva, 24.

Rosana disse ainda que o brasileiro era mais um dos muitos jovens que vão tentar a vida na Europa. "A nossa família é de classe baixa. Ele sempre teve o sonho de ir pro exterior ganhar a vida. Meu outro irmão já tinha ido para Londres e levou o Ronaldo, em 2004", explicou Rosana.
 

Em Londres, segundo ela, Ronaldo estava em situação ilegal. "Ele ficou trabalhando lá, em vários empregos, office-boy... O que aparecia ele fazia", afirmou Rosana. Na capital inglesa, ele conheceu a espanhola Yanina. "O Ronaldo começou a namorar com a moça espanhola e queria se casar. Ele tinha o sonho de se casar e ter filhos", disse a irmã.
 
"O Ronaldo sempre foi uma pessoa muito carinhosa, muito amorosa com a família. Gostava muito de crianças. Ajudava os parentes sempre que possível", comentou, emocionada.

Em julho, o casal veio ao Brasil para realizar o casamento. "Eles se casaram em um cartório de São Paulo e ficaram esperando a documentação sair. Casando-se com a espanhola, ele poderia ficar legalmente na Europa", disse Rosana.

A irmã não pôde ir ao casamento. "Não deu pra ir a São Paulo. O Ronaldo até fez um vídeo pedindo pra eu ir, mas não pude. Eu o vi pela última vez em 2004", disse, emocionada.

Ronaldo e Yanina iam se casar no religioso na Espanha, com a família da noiva. Antes, resolveram viajar para as Ilhas Canárias para a a lua-de-mel.
 
Fonte: Folha Online
Tags:
Imprimir