Cidadeverde.com
Geral

Empresário era o chefão de quadrilha e usava policiais militares como ?cobradores?

Imprimir

O delegado João José Ferreira Filho (J.J) confirmou em entrevista coletiva que na prisão do empresário Valvi Borges da Silva além dos dois quilos de crack, a policia também apreendeu R$ 408,00 em dinheiro e 10 carros.
 
Segundo João José (JJ), os dois policiais Nilmar Moura Luz e Newton Osório de Carvalho Junior eram usados pelo empresário Valvi como ?cobradores?, uma espécie de milícias.
 
 
Eles foram presos por estarem cobrando R$ 1.000,00 para tomar carro de um bandido. A esposa de Valvi, Suzana Maria Nogueira Santos (Suzi), grávida de sete meses também foi presa na operação.
 
Ainda de acordo com o delegado, Francinet Chaves Araújo (Net) era uma espécie de caixa 2 da quadrilha presa. ?A ?Net? que é funcionária da Farias Tur era a responsável pela compra de passagem e também dava apoio financeiro para a quadrilha?, falou J.J.

João José explicou também que o ?Carocha?, Francisco das Chagas Soares Sousa buscava a droga em Santarém (Pará) e entrega ao Valvi para ele distribuir em Teresina. ?Ele só vendia droga de qualidade?, finalizou o delegado. Foram expedidos 16 mandatos de prisão, 24 por busca e apreensão. 14 foram cumpridos.
 
 Veja Mais:
 
 

Flash de Yala Sena (da Acadepol)
[email protected]

Tags:
Imprimir