Cidadeverde.com
Entretenimento

Seguradora se nega a pagar apólice feita por Heath Ledger

Imprimir

A seguradora americana em que o ator  tinha uma apólice de seguro, avaliada em US$ 10 milhões (cerca de R$ 18 milhões), não quer pagar o valor para a família. O contrato foi feito por Ledger seis meses antes da overdose e prevê que, em caso de sua morte, sua filha, Matilda, seria a beneficiária.

De acordo com informações do site TMZ desta segunda-feira, 28, a empresa alega que o contrato não cobria morte por suicídio.

Ainda de acordo com o site, a decisão da seguradora é contrária ao laudo do instituto médico legal de Nova York, cidade onde o ator faleceu, em janeiro deste ano. O órgão concluiu que a morte de Ledger foi acidental, por ingestão excessiva de remédios.

Os advogados da família afirmam que a decisão contraria as leis americanas e acusam a empresa de agir de forma fraudulenta. "Eles querem que o processo se arraste por anos na justiça", disse um dos advogados.
 
 
Fonte: Ego
Tags:
Imprimir