Cidadeverde.com
Geral

Emater e Anater discutem retomada do projeto Dom Helder no Piauí

Imprimir

O diretor geral do Emater, Marcos Vinicius

 

Representantes dos estados de Brasília, Ceará, Espírito Santo e Maranhão, se reúnem em Teresina, nesta quarta e quinta, com a diretoria do Emater e a equipe de extensionistas, a fim de discutirem a retomada do projeto Dom Hélder Câmara. No encontro será explanado o funcionamento do programa, alinhando às entidades os detalhes de implantação da política no Semiárido brasileiro. A reunião nesta quarta está marcada para às 9h30.

 

O projeto Dom Helder levará condições de trabalho para os produtores das regiões castigadas pela seca, reunindo ações referenciais de combate à pobreza e apoio ao desenvolvimento rural sustentável. Além do Piauí, o projeto vai contemplar os estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Maranhão.

 

De acordo com o diretor geral do Emater, Marcos Vinicius, o projeto além de ampliar o número de famílias, amplia também o número de municípios.  “De cinco mil famílias, o Emater será responsável por 60% deste total. Isso vai possibilitar o recebimento de cerca de 12 milhões de reais num período de três anos”, explicou.

  

O projeto

O Dom Helder é a continuação de uma política pública criada em 2001, a partir de um acordo de Empréstimo Internacional firmado entre a República Federativa do Brasil e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida). Esta é a segunda etapa do projeto e atenderá cerca de 60 mil famílias. Com as ações do Dom Helder, a Sead( Secretaria Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário) pretende manter condição para a produção de alimentos nas regiões mais secas do país e mitigar os efeitos causados pelas condições climáticas.

 

Da redação
[email protected]

Imprimir