Cidadeverde.com
Geral

IBGE inicia coleta de dados para o PNAD 2008 em todo o país

Imprimir
A coleta das informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Pnad 2008 começa, a partir dessa semana, em aproximadamente 150 mil domicílios, distribuídos por todos os estados brasileiros.
 
Além dos temas investigados todos os anos, em 2008, a Pnad terá um suplemento especial sobre Saúde, resultado de convênio com Ministério da Saúde, que abordará temas como o acesso ao atendimento de saúde e medicamentos, saúde das mulheres, planos de saúde, violência e acidentes de trânsito, realização de exercícios físicos e características do tabagismo. Uma equipe de cerca de 2.500 entrevistadores participarão da coleta das informações, prevista para terminar em dezembro. A divulgação dos resultados da Pnad 2008 será no próximo ano.
 

Pedro Soares, coordenador do IBGE no PI


 Com 163 perguntas, o suplemento saúde da Pnad 2008 investigará, na parte de características de saúde dos moradores, o cadastramento dos domicílios na unidade de saúde da família, a existência de doenças como hipertensão, asma, diabetes, depressão, cirrose, entre outras, além da cobertura de plano de saúde, o valor da mensalidade do plano, o acesso aos serviços de saúde, número de consultas médicas no ano, a utilização de medicamentos de uso contínuo, o recebimento gratuito de medicamentos, consultas ao dentista, vacinação, internação e atendimentos no domicílio.
 
Em relação à saúde da mulher, a Pnad levantará informações sobre a realização de mamografia, exame preventivo para câncer do colo do útero, entre outras. Na parte de saúde dos moradores há, também, dez perguntas sobre violência e acidentes de trânsito e sedentarismo (horas assistindo TV, utilização de computador e videogame). Outros temas pesquisados pela Pnad 2008 serão as características de mobilidade física e os fatores de risco à saúde.

São Paulo é o estado onde serão visitados, entre outubro e dezembro, o maior número de domicílios (17.580), seguido por Minas Gerais (14.154), Bahia (13.874), Rio Grande do Sul (12.324) e Rio de Janeiro (11.841). Pelo segundo ano consecutivo, a coleta das informações será feita com auxílio de 3 mil computadores de mão. Para melhorar a qualidade da informação, o IBGE investe constantemente no treinamento das equipes de campo.
 
No Piauí, a pesquisa será feita em 1.976 domicílios (1.906 nos setores normais e 70 nos setores de novas construções), dos quais 460 em Teresina e os demais(1.516), em mais dezoito municípios do interior do Estado: Água Branca, Altos, Anísio de Abreu, Batalha, Buriti dos Montes, Caldeirão Grande do Piauí, Caxingó, Colônia do Piauí, Itainópolis, Jerumenha, José de Freitas, Jurema, Luzilândia, Milton Brandão, Parnaíba, Picos, Piripiri e São João do Piauí.

Fonte: IBGE

Tags:
Imprimir