Cidadeverde.com
Esporte

Em cinco temporadas nosso Futebol parou por dois anos

Imprimir
Alguns dados significativos para a gravidade da crise que domina o Futebol de Teresina:

- Nas 5 temporadas mais recentes (2004, 2005, 2006, 2007 e 2008) o futebol do interior do Estado conquistou 4 títulos ( 3 com o Parnaíba e 1 com o Barras) e a Capital ficou com apenas 1 (do River);



- O clássico River e Flamengo, que motiva o torcedor a comparecer aos estádios, foi disputado pela última vez no dia 29.04.07. Há praticamente 17 meses (quase dois anos) a torcida Piauiense não tem o clássico Rivengo, exatamente a maior fonte de receita dos dois clubes.

- Em 2008 não houve nenhum jogo em Teresina, por conta da falta de Estádios. O último jogo do River na Capital foi em 05.08.2007. São decorridos 15 meses de ausência do time Tricolor.



- Em duas temporadas seguidas o Flamengo foi rebaixado para a segunda divisão. O último jogo do rubro negro diante de sua torcida pelo Campeonato da Primeira Divisão foi em 09.05.2007. Foram 17 meses de ausência, até fazer um jogo com o Picos em 28.09.

É um quadro lamentável e de responsabilidade dos clubes e da Federação que "lucram" mais com a falta de jogos. Para eles quanto maior o período de férias, melhor.

Registro Estatístico de 5 Temporadas no Futebol Piauiense

Nas Temporadas de 2004 a 2008, o Futebol Profissional Piauiense esteve com atividades paralisadas, conforme demonstrativo abaixo:

Em 2004 - 176 dias / Em 2005 - 191 dias /Em 2006 - 106 dias /Em 2007 - 106 dias /Em 2008 - 177 dias/ Total de dias - 756 dias.


Tivemos pouco mais de 24 meses de "férias"quando deveriam ter sido apenas cinco. No período de 5 anos foram 2 anos sem futebol profissional em nosso Estado, além de 9 meses de 2008 sem nenhum jogo em Teresina. Como não houve nenhum planejamento da Federação e dos clubes para o último Trimestre do ano, o torcedor ficará sem futebol nos meses de outubro, novembro e dezembro, além de janeiro de 2009.

Serão 120 dias de férias. Enquanto isso em toda a parte de Teresina os debates a respeito do futebol envolvem clubes de outros estados, principalmente Rio de Janeiro e São Paulo.


Dídimo de Castro

Tags:
Imprimir