Cidadeverde.com
Geral

Cartilha com direitos de pacientes renais será lançada nesta segunda

Imprimir

Uma cartilha explicando os direitos dos pacientes renais será lançada nesta segunda (11), a partir das 9h na sede da Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Piauí – Aprepi, localizada na Rua Rui Barbosa, s/ número,  próximo ao Ginásio Verdão. 

A cartilha foi editada para ser distribuída aos pacientes renais e seus familiares, profissionais da saúde e toda sociedade. O objetivo é que todos possam conhecer os direitos desse grupo que enfrenta tantos desafios na garantia de seu tratamento que é vital e ainda suas conquistas e informações sobre a doença.

“Conheci de perto a realidade dos pacientes renais crônicos e sei das dificuldades enfrentadas por eles, por isso, criamos a cartilha com informações importantes para que esses pacientes, que merecem atenção especial, possam exigir seus direitos. Acredito que a informação também é um exercício de cidadania”, explica o deputado federal Silas Freire (Podemos- PI), que deu apoio ao editar a cartilha.

No Piauí, são mais de 2,5 mil pacientes renais que precisam de um tratamento vital na rede de saúde, a hemodiálise. Além disso, também é realizado o transplante de rim no Hospital Getúlio Vargas- HGV, o único centro transplantador do estado.  Mas o transplante não é a cura da doença, é um tratamento e o paciente permanece necessitando de cuidados especiais de saúde. 

O professor Luiz Filho, presidente da Aprepi, destaca a importância da distribuição da cartilha: “A cartilha não só vai esclarecer os direitos dos pacientes renais mas também menciona o que é a insuficiência renal e serve de alerta para as pessoas que não tem essa patologia, para que eles possam se prevenir. Essa ferramenta é importante não apenas para o paciente, mas para amigos e familiares que convivem com ele, para que possam ajuda-lo e orientá-lo. Portanto, a cartilha ajuda tanto a quem tem o problema como quem não tem.”, explicou ele.

Aos pacientes renais são assegurados benefícios garantidos por lei em virtude de sua condição de saúde, no entanto, em muitos casos os pacientes e seus familiares sequer tem conhecimento dos seus direitos. “A cartilha vem para trazer informação, para que todos conheçam e colaborem com a cauda dos pacientes renais e eles possam ter acesso ao que a lei determina com mais tranquilidade para enfrentar algumas imposições que a doença lhes traz.", complementa Silas Freire.


redacao@cidadeverde.com

Imprimir