Cidadeverde.com
Política

Regina diz que PT fechou questão para votar por afastamento de Aécio

Imprimir

A senadora Regina Sousa garantiu nesta segunda-feira (16) que o PT fechou questão e vai votar pelo afastamento do senador Aécio Neves (PSDB). A votação está marcada para amanhã. O plenário vai decidir se acata o posicionamento da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o parlamentar do cargo. O entendimento do STF é de que medidas cautelares que interferem no mandato parlamentar precisam ser validadas pelo Congresso.

“O PT fechou questão e nós vamos votar para mantê-lo afastado. Sempre defendemos isso. Muita gente interpretou errada a nossa primeira atitude. A nossa primeira atitude é que nós compreendemos é que a Constituição tem que ser cumprida”, disse a senadora ao participar de uma solenidade em Teresina.

Para Regina, o Supremo não podia consolidar o afastamento sem dialogar com o Senado. “Agora foi feito correto. O Senado agora vai agir conforme a Constituição. Da nossa parte a bancada fechou questão”, declarou.

Na sexta-feira, a Justiça Federal em Brasília concedeu liminar proibindo o Senado de fazer votação sigilosa na sessão que vai decidir sobre o afastamento e recolhimento noturno do senador Aécio Neves. A decisão atende a uma ação popular movida pela União Nacional dos Juízes Federais. 

No começo da tarde, o senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu votação aberta. Ele autor de proposta que deu origem à emenda constitucional que acabou com a votação secreta no Congresso Nacional em algumas situações, Paulo Paim afirmou que esse tipo de voto é típico dos regimes autoritários e impede que a sociedade saiba qual o posicionamento de cada parlamentar sobre as decisões tomadas no Senado e na Câmara dos Deputados.

Hérlon Moraes (Com informações da Agência Senado)
redacao@cidadeverde.com

Imprimir