Cidadeverde.com
Cidades

Crise faz prefeito cortar o próprio salário, do vice, e secretários em 20%

Imprimir

O prefeito do município de Avelino Lopes, Dióstenes José Alves (PP), cortou na própria carne para enfrentar a crise financeira. O gestor baixou um decreto reduzindo o seu salário, o do vice, e dos secretários municipais em 20%. A medida é temporária e foi publicada no dia 5 de outubro. Veja o decreto

Segundo o prefeito, a medida é necessária para enfrentar a desaceleração da economia mundial, bem como a diminuição das receitas do município, que fica a 800 km ao Sul de Teresina. 

O gestor alegou também que precisa assegurar a responsabilidade na gestão  fiscal e garantir o equilíbrio entre receita e despesas.

Dióstenes José Alves diz ainda no decreto que a diminuição da receita forçou a tomada de medidas urgentes para equilibrar as contas da prefeitura. "E assegurar a continuidade dos atendimentos à comunidade com o uso racional dos recursos públicos em prol da sociedade", justifica.

Além de cortar o próprio salário, o prefeito suspendeu novas contratações de pessoal, ressalvando os casos que importem em descontinuidade de serviços essenciais.

“A queda no Fundo de Participação dos Municípios e a crise financeira motivaram essas medidas. Esperamos que a medida faça com que o município possa seguir honrando seus compromissos sem prejudicar os demais investimentos e ações que estão em andamento”, comenta o prefeito Dióstenes Alves.

O gestor também decretou a rescisão de contratos de trabalho e assessorias vinculadas à Secretaria Municipal de Administração.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

 

Imprimir