Cidadeverde.com
Política

Secretário quer diálogo para diminuir número de presos provisórios

Imprimir

A mais nova penitenciária do Piauí, o presídio regional José de Arimateia Barbosa Leite, no município de Campo Maior, começa a receber detentos a partir desta quarta-feira (15). A unidade foi inaugurada ontem abrindo mais 160 vagas no sistema prisional. 

"Foram abertas mais 160 vagas no sistema prisional. Com isso nós reforçamos o plano de modernização garantindo que, ao longo destes dois anos de gestão, foram abertas mais de 400 vagas dentro desse projeto", disse o secretário Daniel Oliveira em entrevista à TV Cidade Verde.

Segundo ele, a superlotação continua nos presídios do Estado, mas é um tema que em médio prazo ganhará uma nova realidade. "Nós temos uma diretriz muito clara e que o Piauí será um dos exemplos para o Brasil no que tange à modernização e a capacidade de ter um equilíbrio entre o número de presos e o número de vagas no sistema prisional", declarou.

Desde 2015 já foram abertas 1060 vagas no sistema prisional, número que deve aumentar com a abertura de um novo presídio. "Com a cadeia pública de Altos vamos avançar de forma significativa. A outra diretriz é dialogar com o judiciário e reduzir o número de presos provisórios", comentou.

Sobre a penitenciária de Esperantina, o gestor disse que o local continua interditado até a chegada de recursos federais para a reforma. "A parte dos pavilhões está interditada, funcionando apenas o módulo administrativo", finalizou.

Foto: Wilson Filho

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Tags: SejusDaniel
Imprimir