Cidadeverde.com
Economia

Procon orienta para compra segura na Black Friday e cita "lista suja" de sites

Imprimir

Nesta sexta-feira (24) acontece a “Black Friday”, quando empresas oferecem descontos variados para compra de diversos produtos, que vão desde eletrodomésticos a pacotes de viagens. Para auxiliar os consumidores, o PROCON/MMPI divulgou, no seu sítio oficial, uma “lista suja” com 518 lojas online que devem ser evitadas pelo consumidor (confira aqui).

O coordenador-geral do Procon, Nivaldo Ribeiro, destacou que as recomendações são porque os “consumidores precisam tomar muito cuidado com as compras, principalmente as feitas pela internet, pois precisa observar se o site é de confiança”.

Um dos cuidados é conferir o número do CNPJ junto a Receita Federal, ver a situação do site em “listas sujas” e “a compra física precisa analisar se o produto não apresenta defeito porque, às vezes, na correria não se é observado”. Outro detalhe é saber se a compra é uma necessidade real ou apenas psicológica. 

“Às vezes, na compra pela internet, o fornecedor oferece o desconto mais aumenta o valor do frete. É preciso ter cuidado com isso porque o frete pode sair mais caro do que o valor da compra”.

Fiscais do Procon estão em campo analisando e comparando preços para identificar se tem ou não o desconto prometido pelas empresas. “Existe muita publicidade enganosa, o consumidor precisa ter cuidado”.  

Ao identificar alguma irregularidade, o consumidor poderá entrar em contato com o Procon. Até o momento, não tiveram autuações. 

PROCON 

Sede Zona Leste: Rua Lindolfo Monteiro, 911, CEP 64049-440, Fátima,Teresina/PI
Fone: (86)3216 – 4550

Sede Assembleia Legislativa do Piauí – Rua Osvaldo Cruz , Cabral - Teresina/PI
Fonte: (86) 3133 – 3391 


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir