Cidadeverde.com
Política

Sílvio diz que entra na campanha se Firmino for candidato: “não queria morrer sem vê-lo governador”

Imprimir

Apesar de achar o momento confuso, o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes, defendeu nesta quinta-feira (7) a candidatura do prefeito de Teresina, Firmino Filho, a governador do Piauí. Agora no Progressistas, Sílvio disse que até já incentivou o tucano a aceitar o desafio.

“Eu não queria morrer sem ver o Firmino governador do Piauí. Acho que ele tem todas as condições de inteligência, de experiência, eu desconfio até que ele quer, mas não basta querer, tem que ter todo um ambiente favorável”, declarou em entrevista à TV Cidade Verde.

Sílvio disse que Firmino é um bom articulador e que logo sua a decisão será conhecida. “Eu já incentivei, o Piauí merece ele. O momento agora está muito confuso. O Firmino é um bom formulador político, às vezes eu não entendo, ele não é de conversar muito também, mas acho que está perto de a gente saber dessa história”, acrescentou.

Mendes revelou que a provável candidatura de Firmino seria o único motivo que faria ele entrar numa campanha política novamente. “Eu só tenho uma possibilidade de entrar numa campanha: é se o Firmino puder ser candidato”, declarou.

A participação seria apenas ajudando Firmino na campanha. Sílvio garante que seu tempo de disputar uma eleição já passou. “É coisa do passado. É como remédio, venceu. A política é uma oportunidade que a gente recebe. Para fazer a boa política tem muito sacrifício, acho que meu tempo passou”, admitiu, prevendo até que não seria um bom parlamentar.

Foto: Gabriel Paulino

O presidente da FMS falou ainda da visita do ministro da Saúde, Ricardo Barros, a Teresina nesta sexta-feira. “A vinda dele é importante para o Piauí. Faremos um alerta sobre a Dengue", finalizou.

ministro irá assinar ainda o convênio que autoriza o repasse de R$ 3.400.000 em recursos para a construção do Centro de Atenção à Saúde da Mulher em Teresina. Mais cedo, Barros cumpre agenda antes em Parnaíba, onde vai anunciar R$ 30 milhões para a reforma e ampliação do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir