Cidadeverde.com
Política

Francisco Lima: “se pode ter chapinha para uns, pode ter para outros”

Imprimir

O deputado estadual Francisco Lima, atual secretário de desenvolvimento rural, defendeu nesta quinta-feira (15) o direito de outros partidos da base montarem chapinha, a exemplo do bloco ensaiado pelo PTC, PCdoB e Podemos. 

“Na política não podem ter dois pesos e duas medidas: se é possível ter uma chapinha para uns, pode ter pra outros. Estamos fazendo esse debate. Todo partido deseja crescer e isso é natural”, disse o secretário em entrevista à TV Cidade Verde.

No seu partido, o PT, a ideia é sair com chapa pura para proporcional ou em diversos blocos . “Defendemos sair sozinho ou em mais de uma coligação. Cada eleição tem uma historia, o que nós queremos é ampliar a nossa participação na bancada estadual”, declarou.

Para o petista, tudo na política é na base da negociação e não só o PT deve ceder para aglutinar aliados. “Isso não pode limitar que abrimos mão do que acreditamos. Não podemos pagar a conta sozinho. Uma coisa é a eleição de governador, outra coisa é a deputado”, ressalta.

Ainda de acordo com Lima, o PT deve lançar 25 nomes para deputado estadual nas eleições de outubro. “Temos  25 nomes com possibilidade de candidatura e isso numa coligação ampla não caberia todo mundo. Ou se forma  bloco menores ou vamos sozinho. Do ponto de vista matemático favorece o partido”, finalizou.

Foto: Wilson Filho

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir