Cidadeverde.com
Esporte

Inter vence, mas Grêmio se classifica à semifinal do Campeonato Gaúcho

Imprimir

O Internacional ficou próximo da reação no duelo das quartas de final do Campeonato Gaúcho, contra o Grêmio. Na noite desta quarta-feira, venceu por 2 a 0 no Beira-Rio, com gols de pênalti de Nico López e de falta de D’Alessandro, mas não fez o suficiente para evitar a classificação do grande rival. 

Luan e Nico López se desentendem durante clássico entre Internacional e Grêmio - Foto - Gazeta Press

O jogo de ida terminou com triunfo por 3 a 0 dos tricolores. Após perder pela primeira vez para o Inter de Odair Hellmann, o Grêmio terá o Avenida como obstáculo na tentativa de avançar à decisão estadual. O adversário eliminou o Caxias com um empate por 2 a 2 fora de casa, na terça-feira.

O primeiro tempo começou bastante acirrado, com intensas disputas de bola e discussões. O clima típico de Gre-Nal, no entanto, não interessava ao Internacional, que precisava de um placar elástico para seguir vivo no Campeonato Gaúcho.

Com o passar do tempo, o Inter conseguiu colocar a bola no chão e domina as ações no seu estádio. O primeiro gol do jogo saiu após Bressan agarrar Rodrigo Moledo dentro da área em cobrança de escanteio. Nico López se apresentou para bater o pênalti, deslocou Marcelo Grohe e converteu.

Já no princípio do segundo tempo, o técnico Odair Hellmann precisou mexer no Inter. Trocou Fabiano, machucado, por Brenner. Do outro lado, Renato Gaúcho esperou um pouco mais para recorrer a Arthur na vaga de Jael.
 
O Inter levou a melhor depois das mudanças. Aos 20 minutos, D’Alessandro mandou a bola direto para o gol em cobrança de falta da ponta direita, acendendo ainda mais as esperanças dos torcedores colorados. Restava um gol para devolver a derrota sofrida na Arena do Grêmio.

Preocupado, Renato substituiu o veterano Léo Moura por Alisson, e Hellmann respondeu com a entrada de Wellington Silva no lugar de Gabriel Dias. O jogo ficou movimentado a partir de então.

Com mais espaços para tentar frustrar o Inter, o Grêmio passou a incomodar à base da velocidade e criou chances de gol com Luan e Cícero, em chute de longa distância. Naquele momento, porém, o Inter ainda era mais presente no campo de ataque.

A última ficha do Internacional foi Camilo, que ocupou o posto de Víctor Cuesta e lançou a sua equipe totalmente ao ataque. O Grêmio soube resistir às investidas e, apesar do sufoco por que passou, fez a festa da torcida visitante no Beira-Rio.


Fonte: Gazeta Press

Imprimir