Cidadeverde.com
Economia

População negra aumenta no Piauí e parda chega a 70,7%, segundo IBGE

Imprimir

A população declarada parda no Piauí caiu menos de 1% entre 2016 e 2017. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2017, o índice reduziu de 71% para 70,7%, totalizando 2,2 milhões de pessoas. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (26) pelo IBGE.

Já a população negra, de a cordo com a pesquisa, teve um crescimento pouco acima de 1%, saindo de 7,6% em 2016 para 8,7% no ano passado, o equivalente a 280 mil habitantes. 

O número de brancos no Piauí também registrou queda, recuando de 21,2% em 2016 para 20,4% em 2017, totalizando uma população de 658 mil pessoas.

No Brasil, a população declarada branca era de 90,4 milhões de pessoas em 2017, uma redução de 2,4% na comparação com 2012 (92,6 milhões). Em contrapartida, as populações preta e parda cresceram 21,8% e 7,7%, respectivamente, no período.

A população branca, em 2017, representava 43,6% da população residente, ao passo que a preta era 8,6% do total e pardos correspondiam a 46,8%. 

Em 2012, as pessoas declaradas brancas totalizavam 46,6%, enquanto 45,3% eram pardas e 7,4%, pretas. 

Marcantes diferenças regionais foram verificadas na composição da população por cor ou raça. Em 2017, 75,6% da população da Região Sul declaravam-se brancos; 19,6%, pardos; e apenas 4,2%, pretos. Por outro lado, na Norte, 71,2% da população eram pardos; 20,1%, brancos e 7,1%, pretos. Na Sudeste, aquela com a maior população residente, 51,2% eram brancos; 38,4%, pardos e 9,3%, pretos.

População residente no Brasil foi estimada em 207,1 milhões de pessoas

Em 2017, a população residente no Brasil foi estimada em 207,1 milhões de pessoas, 4,2% maior que em 2012, quando foi estimada em 198,7 milhões. As regiões Centro-Oeste (7,6%) e Norte (7,3%) apresentaram os maiores aumentos populacionais no período, contudo possuíam as menores participações na população total (7,6% e 8,5%, respectivamente). A região Sudeste, por sua vez, concentrava 42,0% da população residente. Enquanto os homens representavam 48,4% da população residente, as mulheres correspondiam a 51,6%.

Hérlon Moraes (Com informações do IBGE)
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir