Cidadeverde.com
Entretenimento

Ex-seguranças processam Johnny Depp por calote

Imprimir

Fonte: Divulgação

Johnny Depp teria deixado de cumprir com suas funções de empregador


Johnny Depp se tornou alvo de mais um processo judicial. Desta vez, por calote. Eugene Arreola e Miguel Sanchez – ex-seguranças – acusam o ator de não ter pago seus salários. Além disso, denunciaram o astro de Hollywood por uso de drogas ilícitas.

“No início de 2016, [...] Depp começou a fazer mudanças drásticas e repentinas em sua equipe, causando um arrocho financeiro a todos ao redor de Depp, exceto a ele mesmo”, diz a ação aberta, segundo o “Deadline”.

De acordo com o advogado Tamar Arminak, Edward White – parceiro de negócios do famoso – também tem culpa na falta de pagamento dos trabalhadores. Falhas de administração por parte do empresário teriam ajudado no caso.

Quanto ao uso de entorpecentes, por diversas vezes os vigilantes foram obrigados a ‘acobertar’ o artista. “Um incidente em uma balada local envolveu os reclamantes alertando Depp da presença de substâncias ilegais, de forma visível, em sua face e em seu corpo”, relatou o documento judicial

Sem especificar as drogas usadas, os guarda-costas também contaram que pedidos “para dirigir veículos que continham substâncias ilegais” eram constantes.

A dupla teria deixado o trabalho por não encontrar outra forma de desempenhar a função: “Resultado do ambiente de trabalho tóxico e perigoso, e das constantes violações das leis trabalhistas por parte dos empregadores”.


Fonte: Famosidades

Imprimir