Cidadeverde.com
Política

“Há o sentimento de arrependimento por não terem votado em mim”, diz Wilson Martins

Imprimir

Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com 
 
O ex-governador Wilson Martins (PSB) busca apoios para viabilizar a pré-campanha ao Senado Federal. Ele tem andado o interior e diz perceber um sentimento de arrependimento no eleitor que escolheu o senador Elmano Ferrer (Podemos), em 2014, ao invés de votar nele.
 
Segundo Wilson, esse sentimento se deve ao desempenho dos atuais representantes do Estado no Senado Federal. Além de Elmano, o Piauí tem como senadores Regina Sousa (PT) e Ciro Nogueira (PP). 
“Minha pré-candidatura ao Senado está bem encaminhada. Estamos conversando com todos e de forma tranquila e com esperança. Há o sentimento de arrependimento de não terem votado em mim na eleição passada. Isso se deve ao desempenho dos nosso senadores. As pessoas se mostram muito receptivas à nossa campanha”, afirmou.
 
Wilson é pré-candidato na chapa que será encabeçada pelo deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato a governador. “A aliança majoritária está sólida. Já definido os três maiores partidos que são o PSDB, o PSB e o Democratas. Ainda não fechamos a nossa chapa. Temos um candidato a governador e dois pré-candidatos ao Senado. Estamos aguardando e temos tempo para definirmos as convenções congressuais que vão ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto”, disse.
 
Com relação à disputa pela presidência da República, Wilson afirma que o PSB nacional liberou os diretórios estaduais. “O PSB tinha a possibilidade da candidatura do ministro Joaquim Barbosa e que infelizmente isso não se consolidou por vontade própria. É uma decisão unilateral do próprio ministro. Todos os estados estão liberados  para se articularem e coligarem e ter um candidato a presidente de acordo com as circunstâncias estaduais. Esse é o sentimento”, declarou.

 

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Imprimir