Cidadeverde.com
Política

Professores querem contestar novo piso em audiência na Alepi

Imprimir
Uma audiência marcada para a tarde de terça-feira (11) vai discutir o novo piso do professor do Estado do Piauí. O projeto encaminhado pelo Governo do Estado, no entanto, já sofre objeções da categoria, que promete apresentar pedidos de mudança no encontro marcado para às 15h, na Comissão de Administração Pública e Políticas Sociais da Assembléia Legislativa. Para o sindicato da categoria, o novo piso de R$ 920 está fora da realidade.
 
O projeto prevê piso de R$ 920 a partir de 1º de janeiro de 2009, e de R$ 980 em 2010. Além disso, haverá um abono de R$ 300 para professores e diretores de 51 escolas que ficaram com média acima da nacional do Ideb, que é de 4,2. Os demais funcionários das mesmas escolas terão abono de R$ 150.
 
Odeni de Jesus, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica, contestou os valores do piso. "Não somos favoráveis da forma como está. O Governo propôs piso inicial de R$ 920, enquanto o piso nacional é de R$ 1.200. Você vê que isso está muito fora da realidade. Nossa proposta é de R$ 1.050", disse ao Cidadeverde.com a sindicalista.
 
Outro ponto reclamado pelo sindicato é com relação ao nível para reajuste do salário. "O mais grave é que o Governo está reduzindo os níveis de classes. Esse piso de R$ 920 começa do nível 5, e não do nível 1, é uma forma de achatar ainda mais os salários. Vamos discutir a alteração desses valores e que se continue com os mesmos níveis", completou Odeni de Jesus.
 
A audiência foi solicitada pelo deputado estadual Wilson Brandão (PSB) e vai contar com a presença do secretário de educação, Antônio José Medeiros.
 
Tags:
Imprimir