Cidadeverde.com
Esporte

STJD pune, e Goiás pega São Paulo em campo neutro

Imprimir
Em 2 de novembro, quando perdeu por 3 a 0 para o Goiás, o Cruzeiro ainda viu sua torcida protagonizar confronto com a do adversário nas arquibancadas do Estádio Serra Dourada. E a confusão acabou beneficiando um rival direto dos mineiros na briga pelo título brasileiro. Nesta segunda-feira, o STJD puniu os esmeraldinos com a perda de três mandos de campo, um deles na última rodada, contra o líder São Paulo.

O clube alviverde foi denunciado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto, e terá de jogar a 100 km de Goiânia na última rodada deste Brasileiro e nas duas primeiras de 2009. Além disso, terá de pagar multa de R$ 50 mil.

Com o gancho, o mais provável é que o Goiás enfrente os atuais donos do primeiro lugar no Estádio Juscelino Kubitschek, em Itumbiara (GO), mesmo local onde receberá o Botafogo neste domingo, quando também terá de cumprir punição por problemas no Serra Dourada.

Na partida contra o Cruzeiro, válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, a briga ocorreu pouco após o segundo gol dos donos da casa. Aos 8min de jogo, e o árbitro Paulo César de Oliveira teve de paralisar o duelo até que a Polícia Militar contivesse os ânimos com balas de borracha e bombas de efeito moral.

Na súmula, Paulo César indicou que os policiais tomaram as "devidas providências", mas imagens de televisão apontaram demora na ação dos responsáveis pela segurança do estádio, o que pesou para que os auditores do STJD votassem pela perda do mando de campo do Goiás.

O caso do duelo contra o Cruzeiro foi o sexto em que o Goiás se envolveu por problemas no Serra Dourada. Nas quatro primeiras, o clube foi absolvido, mas acabou punido para o encontro com o Botafogo e agora diante do São Paulo. Em nono lugar com 48 pontos, o time de Hélio dos Anjos luta apenas para se confirmar na Sul-Americana de 2009.
Tags:
Imprimir