Cidadeverde.com
Últimas

Dídimo de Castro: Brasil precisa jogar mais futebol contra a Costa Rica

Imprimir

Lucas Figueiredo/CBF

A estreia brasileira na Copa do Mundo da Rússia deixou a torcida apreensiva em relação à classificação para as oitavas de final. O empate de 1 x 1 com a Suiça não foi nenhum desastre, mas apenas um resultado um pouco distante do esperado pela maioria, notadamente aqueles que sempre esperam goleada. 

Consumado o empate, imprensa esportiva, jogadores, comissão técnica e CBF resolveram responsabilizar a arbitragem, de maneira injusta. Nos dois lances considerados polêmicos, as decisões foram corretas. No lance do gol da Suiça a defesa brasileira falhou coletivamente na marcação, apesar de ter 8 jogadores na região da grande área. 

O "empurrão" em Miranda foi uma coisinha de nada, comum em todos os jogos de futebol. O goleiro Álisson poderia ter evitado a conclusão da jogada, mas ficou parado em uma bola erguida na pequena área. O reclamado pênalti em Gabriel Jesus não existiu. O atacante simulou a falta. 

O melhor mesmo é reconhecer as deficiências,   as virtudes do adversário e um rendimento abaixo do normal de todos os jogadores. Nenhum foi brilhante diante da Suiça.

Nesta quinta-feira(22), o Brasil enfrenta a Costa Rica, às 09h00. E nada de achar que "o Brasil já ganhou". O técnico Tite vai manter a mesma formação do empate na estreia, o que é mais prudente.

O importante é que haja uma evolução individual e coletiva em nossa equipe e que Neymar prenda menos a bola e que seja realmente um comandante das principais ações da equipe.

A Costa Rica tem futebol que evoluiu bastante nos últimos anos, inclusive com uma atuação surpreendente na Copa de 2014 no Brasil, com os seguintes resultados: Costa Rica 3 x 1 Uruguai, Costa Rica 1 x 0 Itália, Costa Rica 0 x 0 Inglaterra, Costa Rica 1 x 1 Grécia e Costa Rica 0 x 0 Holanda. Na atual Copa, a estreia não foi boa. Perdeu para a Sérvia por 1 x 0.

E observem bem um detalhe significativo no Campeonato Mundial da Rússia: as seleções consideradas inferiores tecnicamente estão muíto eficientes na marcação. 

Em 21 jogos ( até Dinamarca 1 x 1 Austrália ) foram registrados 9 resultados de 1 x 0, 4 empates, 4 vitórias de 2 x 1 e apenas 4 resultados com diferença de 2 ou mais gols, como 2 x 0, 3 x 1, 3 x 0 e 5 x 0. Certamente que a Costa Rica vai apertar a marcação em cima da equipe brasileira.


Dídimo de Castro
didimodecastro@cidadeverde.com

Voltar Cidade Verde Amarela
Imprimir