Cidadeverde.com
Política

Governo do do Equador decide deixa de pagar dívida externa

Imprimir
O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou ontem (15), em seu programa de rádio semanal, que o governo decidiu suspender o pagamento de cerca de US$ 30,6 milhões de juros da dívida externa do país. Ele disse, porém, não se tratar de uma moratória porque, de acordo com o contrato, o pagamento pode ser feito até o dia 15 de dezembro.
 
 

Segundo o presidente equatoriano, a decisão definitiva de fazer ou não o pagamento será tomada em função dos resultados que serão apresentados na próxima quinta-feira (20) pela comissão de auditoria da dívida externa do país. Correa disse ainda que a medida se deu por convicção e ressaltou que pela primeira vez foi feita uma auditoria da dívida.

 

“Somos o primeiro governo da história que organiza uma comissão de auditoria da dívida externa. Fizemos porque acreditamos que houve uma série de irregularidades nessa renegociação”, afirmou.

 

Correa informou que já recebeu um documento preliminar da comissão e que os resultados “são realmente horrorosos”. Ele conclamou a população para acompanhar a apresentação do documento, que vai ocorrer no Centro Internacional de Estudos Superiores de Comunicação para a América Latina (Ciespal). “Espero que vários cidadãos possam participar para que vejam o que se fez com a dívida externa equatoriana”, disse.

 

O presidente pretende analisar os melhores caminhos para que se penalize, em nível internacional, a todos que prejudicaram o país, equatorianos e estrangeiros, e declarar a nulidade da dívida. Para Correa, a renegociação da dívida serviu ao interesse de alguns “negociadores”.

 

Fonte: Agência Brasil

Tags:
Imprimir