Cidadeverde.com
Últimas

Médico conhecido como Dr. Bumbum está foragido no RJ

Imprimir

Foto: Reprodução/ Instagram

O médico Denis Cesar Barros Furtado, que realizou um procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), tem acusações criminais antigas por homicídio, porte ilegal de arma e ameaça.  Ele e a mãe, a médica Maria de Fátima Barros, que teve o CRM cassado, estão foragidos. No domingo, a paciente Lilian Calixto morreu após se submeter a uma cirurgia com Furtado. As informações são do G1.

Segundo a delegada Adriana Belém, uma das acusações é de homicídio em 1997, quando tinha 24 anos de idade. As outras acusações são por porte ilegal de arma, crime contra a administração pública,  ameaça, resistência a prisão, violação de domicílio, e exercício arbitrário das próprias funções (quando a pessoa faz uma cobrança de forma errada).

O médico Denis Furtado é popular nas redes sociais onde é conhecido pelo apelido de “Dr. Bumbum”.  No Instagram, ele conta com mais de 600 mil seguidores e dá dicas de saúde e mostra os resultados dos procedimentos estéticos que realiza.

Em seu site, Denis Furtado  diz oferecer  um tratamento completo que se refletiria na melhora da aparência. E ainda diz que costuma atender no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Brasília e em Manaus.

Ainda de acordo com a delegada ao G1, quatro pessoas participaram do procedimento que levou à morte da paciente. Além do médico, foram indiciados por homicídio doloso, sua mãe, a namorada, que trabalhava como secretária do estabelecimento, e que está presa desde domingo, e  Rosilane Pereira da Silva, que serviu de laranja para  abertura da clínica, que na verdade é um salão de beleza.

Foto: Divulgação

Na delegacia, Renata negou qualquer participação na cirurgia e afirmou  que o médico sempre disse que o procedimento era ambulatorial e que não tinha necessidade da sala cirúrgica.

Parentes contaram que Lilian saiu de Cuiabá, em Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela morreu na madrugada de domingo, 15,  após passar  por complicações após o procedimento.

“Quando a vítima contratou esse serviço, ela pensou que seria feito num consultório. Como já levantamos, ele faria isso com outra cliente, que acabou desistindo”, afirmou a delegada.

Fonte: Isto É

Imprimir