Cidadeverde.com
Esporte

No fim, Cruzeiro bate Flamengo e fica perto da Libertadores

Imprimir

Com um gol marcado nos último minutos do duelo deste domingo, o Cruzeiro ficou mais próximo de garantir vaga na próxima edição da Libertadores da América. Já sem chances de título nacional, com a vitória do São Paulo sobre o Vasco, o time mineiro passou pelo Flamengo por 3 a 2 e tomou do rival a terceira posição do Campeonato Brasileiro, após 36 rodadas disputadas.

A vitória garantida nos minutos finais leva o time da Toca da Raposa aos 64 pontos, agora um a mais que os adversários da Gávea, que podem perder a posição no grupo de acesso à Libertadores caso o Palmeiras passe pelo Ipatinga no Palestra Itália, ainda neste domingo.

Mesmo sem poder contar com seus dois principais homens de ataque, Wagner (suspenso) e Guilherme (machucado), o Cruzeiro começou a partida aproveitando o incentivo da torcida e partiu para cima do rival nos primeiros minutos, logo após o apito inicial. E em uma bobeira do goleiro Bruno, os mandantes ficaram perto de abrir o placar.

Com 4min de jogo, o árbitro Carlos Eugênio Simon marcou um recuo de bola para o goleiro Bruno, que pegou com as mãos e ficou revoltado com o juiz. Mas na cobrança, os mandantes não souberam aproveitar e finalizaram na barreira.

O Cruzeiro criou nova boa chance aos 19min, em rápida jogada de Gérson Magrão pela esquerda, que cruzou na pequena área para Jajá furar e ficar caído no gramado. O atacante por pouco não de redimiu em seguida, aos 23min, quando recebeu dentro da área e bateu com categoria, acertando o travessão de Bruno, que já estava batido no lance.

De tanto insistir, o time da casa abriu o placar aos 32min, em nova boa trama do setor ofensivo, que sempre conta com os avanços dos jogadores de trás. Dentro da área, o volante Ramires esperou a passagem de Fernandinho e deu grande passe para o lateral, que bateu de primeira e venceu o goleiro Bruno.

Só após levar o gol, o Flamengo conseguiu ir à frente a ameaçar os donos da casa. Na primeira chegada com perigo, o goleiro Fábio impediu o gol em cabeçada de Íbson. Na seqüência, o arqueiro voltou a trabalhar para evitar que a bola chegasse até Marcelinho Paraíba, em cruzamento de Juan.

Na volta para o intervalo, o Cruzeiro retomou o domínio e já chegou bem no primeiro minuto, em boa tabela de Jonathan e Ramires, que Bruno saiu do gol para interceptar. Na seqüência, aos 4min, o volante quase marcou o seu ao bater para fora da entrada da área.

No entanto, quem balançou as redes em seguida foi o Flamengo, aproveitando momento de desatenção da defesa celeste. Depois de cruzamento de Marcelinho Paraíba, o meia Íbson subiu livre para testar para as redes e empatar o jogo no Mineirão.

De volta à igualdade, o Cruzeiro foi à frente e criou chances para voltar a ficar à frente. Aos 15min e aos 19min, Jajá e Fabrício só não marcaram porque foram parados por boas defesas do goleiro Bruno, que com atuação, salvava os flamenguistas. No entanto, aos 20min, o arqueiro nada pôde fazer quando Thiago Ribeiro ficou na cara do gol e bateu com categoria para marcar o segundo dos mandantes.

No entanto, depois de chance despediçada por Gerson Magrão, o Flamengo ainda conseguiria novo empate aos 26min, que manteria a equipe do Rio de Janeiro à frente do Cruzeiro na briga por vaga na Libertadores. Em jogada individual, o atacante Obina recebeu cruzamento e, de costas para a zaga, girou a bateu rasteiro, sem dar chances a Fábio.

Após conseguir novamente igualar o marcador, o Flamengo teve nos pés do Juan a chance da virada. Em subida de Leonardo Moura pela esquerda, o goleiro Fábio não conseguiu cortar o cruzamento e a bola sobrou livre para o lateral que, desequilibrado, tocou para fora, aos 29min.

Já quando a partida dava sinais que ficaria empatada, os mandantes trocaram passes próximo à área e chegaram ao gol da vitória. Depois de se movimentar bem, o volante Ramires recebeu passe de Fabrício e, em boa situação, bateu no canto para vencer Bruno e dar a vitória ao Cruzeiro.

Em final emocionante, o Flamengo ainda teve as chances de novo empate no fim, nos pés de Diego Tardelli. Dentro da área, o atacante passou por dois zagueiros e bateu rasteiro, para boa defesa de Fábio, que se esticou e jogou para escanteio. Já nos acréscimos, o ex-são-paulino recebeu dentro da área e caiu após um choque com a zaga celeste. Revoltado pela não-marcação do pênalti, o jogador reclamou muito com a arbitragem e acabou recebendo o cartão vermelho.

Na próxima rodada, a penúltima da competição nacional, o Cruzeiro terá a missão de sustentar a terceira posição fora de casa. No domingo, o time de Adílson Batista encara o Internacional no Beira-Rio, em Porto Alegre. No mesmo dia, o Flamengo voltará a contar com a força de sua torcida no Maracanã, diante do Goiás.
 
Fonte: Terra
Tags:
Imprimir