Cidadeverde.com
Política

PT e Progressistas podem lançar candidatura à presidência da Assembleia Legislativa

Imprimir

Com as duas segundas maiores bancadas da Assembleia Legislativa do Piauí, o PT e o Progressistas - com cinco deputados cada um- não descartam a possibilidade de lançarem candidatos à presidente da Assembleia. A eleição ocorrerá em fevereiro de 2019. No PT, o nome mais cotado é do deputado Francisco Limma. No Progressistas, o nome citado é  de Wilson Brandão.

Para Limma, na política nada é impossível. "Em política nada é impossível, mas neste momento não estou tratando disso. Devemos ouvir os partidos e o governador. Mas não tem nada sendo tratado ainda", disse.

Ele afirma que uma candidatura dependeria de entendimentos."Na política tudo é entendimento. Não posso dizer que dessa água não bebo ou desse vinho não tomo", disse.

Limma destaca o desempenho do PT na eleição. "Se tivesse saído com chapa pura teríamos feito sete deputados. Porém, com o chapa fizemos cinco, mas dentro do nosso planejamento", comentou.

Progressistas

Depois do presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, defender cortes de gastos na Assembleia, o deputado Júlio Arcoverde fala em renovação da direção da Casa. Ele afirma que o partido espera uma reunião com o partido na próxima semana.

"O Progressistas não vai tomar nenhuma decisão sem conversar com o governador. A eleição terminou no domingo e ainda não conversarmos.  Mas entendemos que uma renovação seria necessária na Assembleia. É importante renovar", disse.
 
O nome cotado para ser apresentado pelo Progressistas é do deputado Wilson Brandão. Ele é um dos parlamentares mais antigos da Casa.

"O Wilson é um bom nome como outros partidos devem apresentar outros nomes. Mas a eleição só é em fevereiro, acho até uma desconsideração com o deputado Themistocles Filho falar disso agora", disse.

 

Flash Lidia Brito
redacao@cidadeverde.com

Imprimir