Cidadeverde.com
Esporte

Inglaterra faz 3 a 2 na Espanha e segue viva na Liga das Nações

Imprimir

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Inglaterra deu o troco na Espanha e conquistou uma vitória para mudar o rumo do Grupo 4 da Liga das Nações. A equipe dirigida por Gareth Southgate venceu por 3 a 2, nesta segunda-feira (15), em Sevilha, e acirrou a disputa pela vaga nas finais do torneio.

O triunfo foi praticamente uma revanche para os ingleses. As equipes haviam se enfrentado na primeira rodada da competição, em Wembley, com triunfo da "Fúria" por 2 a 1.

O resultado deixa a Inglaterra na vice-liderança do Grupo 4, com quatro pontos. São dois a menos que a própria Espanha e três a mais que a Croácia. No entanto, os vice-campeões mundiais ainda têm duas partidas pela frente, contra uma de seus rivais. Apenas o campeão da chave avança.

As duas últimas partidas do grupo nesta primeira fase envolvem os croatas. No dia 15 de novembro, a atual vice-campeã do mundo recebe a Espanha. Três dias depois, visitará a Inglaterra.

O meia-atacante Sterling marcou dois gols, mas o centroavante Harry Kane teve noite de armador e participou da construção dos três da Inglaterra. No primeiro, Harry Kane dominou na intermediária, esperou o jogo inglês se desafogar e tocou para Rashford, que logo serviu Sterling para abrir o placar.

Menos de 15 minutos depois, aos 29 do primeiro tempo, o jogador do Tottenham se viu cercado por dois rivais, girou e deu um passe magistral para Rashford, que tocou no contrapé de De Gea e ampliou. A marcação sobre Kane deu liberdade ao jovem do Manchester United.

Diante de uma Espanha em estado de choque, Ross Barkley aproveitou a boa fase que trouxe do Chelsea para organizar o terceiro gol. Foi dele que Kane recebeu um lançamento aos 37, em posição legal, deu a volta nos adversários e cruzou. Sterling completou para a rede.

Tudo mudou nos 45 minutos finais. Muito mais aguerrida, a seleção espanhola partiu para cima, e Luis Enrique não esperou muito para mexer no time. Uma mudança deu resultado: Alcácer, substituto de Saúl, subiu sozinho em cobrança de escanteio e testou para diminuir o placar aos 12.

No fim da partida, veio o segundo gol espanhol. Sergio Ramos aproveitou o susto da defesa adversária e escorou para o gol aos 52 do segundo tempo.

A Espanha não perdia uma partida oficial em casa havia 15 anos. A última derrota aconteceu no dia 7 de junho de 2003, quando a Grécia venceu a Fúria por 1 a 0 nas Eliminatórias da Eurocopa de 2004.

SUÍÇA

Em outro jogo desta segunda, a Suíça derrotou a Islândia por 2 a 1 e se manteve na briga pela vaga do Grupo 2. O resultado rebaixou os islandeses para a disputa da Liga B em 2019.

Agora, Suíça e Bélgica somam seis pontos. Os belgas têm uma partida a menos -será disputada contra a Islândia fora de casa. Os suíços, contudo, têm a seu favor o fato de jogarem o confronto direto em seu território na última rodada.

O triunfo da Suíça foi definido no segundo tempo. Seferovic e Lang abriram vantagem, mas Finnbogasson descontou para os islandeses.

Imprimir