Cidadeverde.com
Política

Sílvio desiste de transformar fundações em secretarias

Imprimir
Fotos: Yala Sena/Cidadeverde.com
 
 
Os secretários de Governo e Administração, Charles da Silveira e Luciano Nunes, levaram na tarde desta quinta-feira (27) para a Câmara Municipal os dois projetos que compõem a reforma administrativa da Prefeitura de Teresina para 2009. Os projetos entregues ao vereador Paulo Dantas, presidente da Casa, contam com uma novidade: a retirada do artigo que transformava fundações em secretarias.
 
De acordo com os secretários, o prefeito Sílvio Mendes alegou o momento político de definição do novo secretariado poderia dar margem a acusações de que os tucanos estariam acomodando aliados com as mudanças. A crítica foi feita pelo vereador Jacinto Teles (PT) na TV Cidade Verde logo após tomar ciência da proposta a ser levada para a Câmara.
 
 
O projeto será votado em regime de urgência especial. Todas as 23 pastas serão mantidas e não haverá criação de novas pastas. O objetivo é fazer um ajuste administrativo para otimizar os serviços, como a racionalização e redução de atividades meio da Prefeitura, além de melhorar o atendimento nas pastas fins, como Educação, Saúde, e Assistência Social.
 
Charles da Silveira disse que todos os secretários estão disponíveis para dar explicações aos vereadores sobre os dois projetos. O primeiro altera a Lei Orgânica do Município, e o outro explana sobre a Reforma Administrativa.
 
No gabinete do Prefeito, só ficarão a secretaria executiva, e as assistências jurídica e técnica.
 
Não haverá alteração nas secretarias. A maior delas, de Educação, terá 29 departamentos. As menores são as da Juventude e do Esporte e Lazer, divididas em seis setores.
 
Yala Sena (flash da Câmara)
Fábio Lima (da Redação)
[email protected]
Tags:
Imprimir