Cidadeverde.com
Política

Júlio César não garante voto em Haddad e fala da relação com Bolsonaro

Imprimir

Foto: Wilson Filho

O governador Wellington Dias  (PT) encontrará  dificuldades para garantir o apoio dos deputados federais do Piauí a Fernando Haddad na disputa pela presidência. No caso do PSD, o deputado Júlio César afirma que o apoio ao petista dependerá de conversa com o governador.

Na noite desta quarta-feira, ele conversou com Gilberto Kassab, em Brasília, e recebeu aval para apoiar quem achar melhor. Porém, o deputado destaca a boa relação que possui com Jair Bolsonaro.

Ele também avalia que uma vitória de Fernando Haddad seria remota. "Somos do grupo do governador Wellington Dias. Somos do PSD e é o partido liberou os diretórios estaduais e estamos avaliando. A última conversa que tive foi com o ministro Gilberto Kassab", disse Júlio César.

"Conversamos ontem à noite sobre a eleição presidencial. Vemos que cada dia mais fica difícil para o candidato que é apoiado pelo governador que é Fernando Haddad. Mas vamos conversar com o governador. Temos um compromisso primeiro com a gestão das coisas do Piauí e depois à nível nacional. Tenho excelente relação com Bolsonaro. Inclusive o gabinete dele é ao lado do meu, mas temos comprometimento político no estado do Piauí. Vamos conversar com o governador depois do contato com o Kassab", acrescentou. 

Apesar de liberar o partido, Kassab afirma que vai votar em Bolsonaro. 

"Kassab deu a orientação de liberar, mas ele próprio vai apoiar o Bolsonaro. Vou conversar com o governador, só então vou me decidir. Temos gratidão pelo povo do Piauí que nos elegeu para o sexto mandato. Apesar de muitas adversidades e da quantidade de candidatos competitivos", declarou o deputado.

Lídia Brito
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir