Cidadeverde.com
Esporte

Sport e Vitória travam duelo decisivo contra o rebaixamento

Imprimir

Nordestinos, rubro-negros e leões. Além das coincidências de identidade, Sport e Vitória se enfrentam nesta quarta, às 21h45 (de Brasília), em Recife, com o mesmo objetivo: vencer o confronto direto na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

A matemática é simples: quem superar o rival na partida válida pela 34ª rodada deixa o adversário dentro do Z-4 faltando quatro jogos para o fim da competição.

O time baiano tem 35 pontos e começa a rodada em 18º lugar, posicionado entre os quatro que cairiam para a Série B. Já a equipe pernambucana seria, hoje, a última a se salvar, com 37 pontos e dez vitórias (a Chapecoense, que joga em casa nesta quinta, contra o Botafogo, é primeira dentro do Z-4 e começa a rodada com os mesmos 37 pontos, mas nove vitórias).

Para o Sport, vencer significa abrir cinco pontos de vantagem para o rival desta quarta. Para o volante Marcão, a equipe não pode pensar em outro resultado que não vencer, mesmo que jogue mal.

"Na Ilha (do Retiro) não tem essa de jogar bem ou não. Confronto direto se vence. Não é um jogo de seis pontos, e sim de nove ou de 12. Temos que ganhar de qualquer jeito, fazer prevalecer o fator casa, e conquistar esses três pontos para dar tudo certo no campeonato."

Marcão é dono da segunda melhor média de desarmes do Sport no Brasileiro. Em dez jogos na Série A, foram 25 roubadas de bola, com média de 2,5 por partida. Ele fica atrás apenas de Sander, segundo maior do campeonato, com média de 3,7 por jogo.

Sander, aliás, é desfalque. Titular da lateral esquerda, ele não mostrou sinais de recuperação do tornozelo esquerdo e não foi relacionado. O problema é , com a suspensão de Cláudio Winck pelo terceiro cartão amarelo, Raul Prata, que vinha atuando na esquerda, deve voltar para a lateral direita, sua posição de origem.

O substituto natural seria Evandro, mas ele ficou fora da lista de quem vai se concentrar. Com todas essas lacunas na lateral esquerda, é possível que o técnico Milton Mendes improvise o zagueiro Ernando na posição. Nesse caso, Ronaldo Alves entraria na zaga.

Os meias Gabriel, também suspenso, e Marlone, lesionado, estão fora. Com isso, Matheus Gonçalves deve ganhar a vaga no meio de campo.

Quem tem presença confirmada é o atacante Hernane. Contestado pelo torcida pelo baixo aproveitamento - marcou um gol nos últimas 11 partidas -, ele será mantido no ataque por Milton Mendes.

Do lado baiano, o técnico João Burse poderá contar com Rhayner e Aderllan, que cumpriram suspensão na rodada anterior. Já o lateral Benítez se recuperou bem de uma entorse no tornozelo e foi relacionado.

Léo Ceará, autor de dois gols no clássico contra o Bahia, está suspenso com três cartões amarelos e lamentou a própria ausência. "Sabemos da importância do jogo, até mais importante que o Ba-Vi. Resta ao time ir a Recife e buscar a vitória a qualquer custo", disse o atacante.

Seu companheiro de ataque, Lucas Fernandes, que vai para o jogo, fez questão de reforçar a importância dos três pontos. "Temos que focar nisso para buscar as vitórias, porque só assim escaparemos o mais rapidamente possível."

Fonte: Folhapress

Imprimir