Cidadeverde.com
Entretenimento

"Vingadores: Guerra Infinita" é 96% efeitos especiais, diz especialista

Imprimir

Thanos, o supervilão da Marvel que aparece nos filmes dos Vingadores, foi o tema do primeiro painel no principal palco do festival Comic Con Experience 2018, em São Paulo, nesta quinta-feira (6).

Após a palestra de abertura do evento, Kelly Port, o supervisor de efeitos especiais da Digital Domain, foi convidado para falar sobre a criação gráfica do personagem Thanos no filme "Vingadores: Guerra Infinita".
Na ocasião, Port mostrou curiosidades da produção, como o fato de terem sido necessários 98 mil HDs de 1 terabyte para conseguir armazenar os efeitos visuais do filme. "De 2.700 tomadas que fizemos, 2.600 contam com efeitos especiais", comentou.

Port aproveitou para fazer uma comparação com o espaço utilizado pelo filme "Titanic", que ocupou 1 terabyte de memória na época em que foi produzido, nos anos 1990.

"Pegamos os moldes [dos personagens] com a Marvel e trabalhamos em cima do modelo estético", diz ele. "Passamos bastante tempo pensando nos detalhes, especialmente no rosto e sombreamento do personagem."

"Vingadores: Guerra Infinita" foi o quarto filme a superar os US$ 2 bilhões (aproximadamente R$ 7,76 bilhões) de gastos, segundo anunciou a Disney no lançamento do longa em abril de 2018. "Foi o maior e mais caro filme que fizemos", afirmou Port no painel.

A continuação da trama, que será o 4º filme dos Vingadores, deve chegar aos cinemas em 27 de abril de 2019.


Fonte: Folha Press

Imprimir