Cidadeverde.com
Esporte

Vasco insiste em manter Castan e dificulta interesse do Corinthians

Imprimir

Uma reunião na tarde desta terça-feira (11) entre o presidente do Vasco, Alexandre Campello, e Marcelo Castan -pai de Leandro Castan e representante do zagueiro- ratificou a postura pouco conciliatória que o clube já indicava em relação ao interesse do Corinthians.

O dirigente cruzmaltino afirmou ao agente o interesse em exercer o contrato do atleta até dezembro de 2019 e ressaltou que só aceita abrir negócio caso a equipe que esteja disposta a contratá-lo apresente uma proposta. A multa rescisória do defensor é de pouco mais de R$ 20 milhões.

Na conversa, o dirigente vascaíno salientou como um dos fatores que fazem o clube querer mantê-lo para a próxima temporada a identificação que a torcida teve com Castan e a importância que ele tem para o time por ser capitão e líder.

O Vasco se mostra tranquilo pois garante que os salários de Castan estão em dia assim como seus encargos. No acordo que há em São Januário o mês de novembro só vence no próximo dia 20.

O contrato do zagueiro prevê em cláusula um aumento salarial a partir de janeiro de 2019, mas não está descartado que o Cruzmaltino apresente uma proposta de ampliação de vínculo até o fim de 2020.

SONDAGEM

Campeão brasileiro de 2011 e da Copa Libertadores de 2012 pelo Corinthians, Leandro Castan foi sondado pela diretoria paulista por indicação do técnico Fábio Carille.

O zagueiro ficou balançado com o interesse em retornar ao clube onde viveu seu ápice da carreira no Brasil e deixou isso claro durante sua participação na despedida do atacante Emerson Sheik, na última sexta-feira.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir