Cidadeverde.com
Viver Bem

Saiba os riscos do consumo alimentar excessivo nas festas

Imprimir

Quando você exagera durante as férias, você não apenas ganha peso, mas também pode sobrecarregar seu sistema digestivo, assim como perder o sono e desenvolver azia. Um dos grandes trabalhos do seu estômago é secretar ácido clorídrico para iniciar o processo digestivo e matar as bactérias à medida que a comida passa. Quanto mais você come, mais ácido você produz e, parte disso sobe pelo esôfago, resultando em azia. Grandes refeições retardam sua digestão e a comida passa mais tempo sendo processada causando o sentimento inchado e gases que você costuma ter depois de uma grande refeição. Comer demais também faz com que seu açúcar no sangue suba, especialmente se você estiver consumindo muitos carboidratos ou açúcar.

Quando o açúcar no sangue sobe acima dos níveis normais, você libera quantidades excessivas do hormônio insulina e obtém um pico de energia. O impulso inicial pode levar você a ter um pico de energia, mas geralmente é seguida por uma falha. Seu corpo acha que você não precisa de toda essa energia como combustível e começa a armazenar mais gordura. Adicione álcool a este excesso calórico e provavelmente você vai rolar na cama a noite toda. Quando você acorda de manhã, está morrendo de fome porque seu pâncreas tem trabalhado horas extras para processar toda aquela comida e bebida. Você também pode ter dor de cabeça, dificuldade de concentração, nevoeiro cerebral ou fadiga. "Apenas diga não" é uma estratégia comum.

Esteja no presente e pratique a atenção plena. Coma o que você gosta e saboreie o sabor do momento Preste atenção ao que você coloca no seu prato. Esteja ciente do alto número de calorias no álcool. Sente-se para comer, tente não ficar distraído enquanto estiver preparando a comida. Se você comer demais, não se torture. Apenas respire fundo, siga em frente e planeje fazer melhores escolhas seguindo em frente. Tente manter sua rotina normal de exercícios, tanto quanto possível. Além disso, o descanso suficiente é fundamental para a saúde geral, bem-estar e sua capacidade de manter um peso saudável.

Fonte: Estadão Conteúdo

Tags: alimentos
Imprimir