Cidadeverde.com
Entretenimento

Após vencer "A Fazenda", Rafael Ilha diz que continua com nome sujo no SPC

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram/@rafael_ilha_oficial


O ex-Polegar Rafael Ilha agradeceu a família e lembrou o vício em drogas após vencer a décima edição do programa A Fazenda (Record), na noite desta quinta-feira (13).

Já quanto ao prêmio de R$ 1,5 milhões, ele afirmou que ainda não está milionário. "Continuo com o nome sujo no SPC", disse.  

"É uma mistura de prazer, orgulho e fé. Foram três meses e hoje posso ver minha mãe feliz. Ela que sofreu 13 anos pela minha dependência em drogas, é uma vitória", afirmou o músico ao deixar o confinamento ao lado dos outros dois finalistas, João Zoli (35,77%) e Caique Aguiar (1,72%). 

Polêmico dentro da sede, Ilha afirma que sofreu preconceito e humilhação durante o confinamento. "Agora quero relaxar, estou carente, nunca fiquei oito horas longe da família. Ficar três meses foi sofrimento, pois minha filha é pequena e eu sou apegado. A parte do emocional foi o maior desafio."

"Mostrei um novo Rafael no programa. Estou há 18 anos liberto do vício do crack. Tem pessoas que falam asneiras porque não conhecem minha trajetória. Tenho 36 anos de televisão, minha história não é só uso de droga e prisão, fui repórter de TV, sempre quis uma chance para o público me reconhecer. Cumpri essa missão."

Ilha afirmou ainda que sua maior diferença para os outros competidores é que começou a jogar desde o primeiro dia. "Os outros demoraram mais de um mês. Mas eu me empenhava nas provas, fui para cinco roças. Com 45 anos. Mas chega uma hora que não tem estratégia, fui no instinto."

Sobre o prêmio, ele já faz planos: "Vou investir no futuro da educação dos filhos, dar um carro para minha mãe, comprar um apartamento para os meus filhos".

Terceiro lugar, Caique Aguiar afirmou estar tranquilo, mas se mostrou chateado ao saber da repercussão de sua briga com Nadja Pessoa, que acabou expulsa por agredi-lo. "Saio com dever cumprido, fiz o que meu coração mandou. Fico chateado, mas cabeça erguida", afirmou ele.


Fonte: Folha Press

Imprimir