Cidadeverde.com
Geral

HUT atendeu 274 vítimas de acidente e agressão no feriado do Natal

Imprimir

Foto: Ascom/HUT

É comum em feriados prolongados o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) registrar aumento no atendimento de vítimas de trauma. Nesse último final de semana o setor de estatística do Hospital registrou aumento de 27% no atendimento de vítimas de acidentes de trânsito e de 17% de vítimas de agressão física, se comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 216 atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito e 48 de agressão física. 

Dentre os atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito, a motocicleta representa mais de 80% do total de acidentes e dentre as vítimas de agressão física as de agressão por arma branca corresponde a mais de 70% do total. Com relação ao atendimento geral, durante o feriado prolongado de Natal, o HUT realizou 787 atendimentos e 178 cirurgias. Tanto em atendimentos quanto em números de cirurgias também ocorreu aumento: 6% e 17%, respectivamente, se comparado com 2017.
  
O paciente José da Cruz, de 60 anos, é uma das vítimas de acidente com motocicleta que deu entrada no HUT nesse último final de semana. Ele contou que foi trancado por um carro e perdeu o equilíbrio. “Estava na via pilotando minha moto e um carro, que não consegui pegar o número da placa, me trancou. Cai no meio da avenida e como estava usando capacete não tive nada grave na cabeça, mas quebrei o braço e já fiz a cirurgia. O médico disse que me daria alta hoje”, comentou José. 

Para atender essa demanda sempre crescente de pacientes vítimas de trauma o HUT mantém uma equipe de profissionais de saúde de plantão 24 horas por dia, todos os dias da semana, especializada no atendimento do politraumatizados. De acordo com o Dr. Gilberto Albuquerque, cirurgião e diretor geral do HUT, o paciente vítima de trauma é aquele que sofreu um acidente ou violência. 

“O atendimento para esse tipo de paciente em qualquer serviço de saúde deve ser rápido e resolutivo. É uma corrida contra o tempo. É preciso identificar a gravidade do trauma e tomar todas as providências necessárias para preservar a vida do paciente. A equipe precisa ser qualificada e possuir todas as especialidades que compõem a linha do trauma”, explicou o diretor.

Entre os procedimentos realizados pelo HUT as cirurgias ortopédicas representam mais 60% do total, uma média de 800 por mês. Ainda segundo o diretor geral, isso se deve ao grande número de acidentes com motocicletas atendidos pelo Hospital. “São pacientes graves que necessitam de um atendimento especializado. Possuímos nove salas de cirurgias e nos finais de semana, por conta do aumento do numero de acidentes com motocicleta disponibilizamos duas salas exclusivas para a ortopedia”, declarou o diretor

 

redacao@cidadeverde.com

Imprimir