Cidadeverde.com
Geral

Operação Presença será contínua em bairros mais perigosos de Teresina

Imprimir

Foto: Divulgação/SSP

A Polícia Civil do Piauí deflagrou na noite de ontem (10) a Operação Presença. A ação tem como objetivo diminuir os índices de criminalidade de Teresina. Ao todo, 17 bairros da cidade concentram 51,52% dos Crimes Violentos Letais Intencionais praticados na capital, segundo balanço divulgado nesta semana pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. 

Como sugere o nome da operação, a ação tem como meta aumentar a presença policial em áreas específicas da capital. O gerente de Polícia Especializada, delegado Matheus Zanatta, informou ao Cidadeverde.com que a Presença será contínua e se estenderá por todo ano. As ações serão concentradas nos bairros  Santa Maria da Codipi, Pedra Mole, Centro, Parque Brasil, Angelim, Promorar, Santo Antônio, Santa Rosa, Todos os Santos, Mocambinho, Satélite, Vale Quem Tem, Esplanada, Monte Verde, Portal da Alegria, São Joaquim e São Pedro, pode ser ampliada para outras regiões. 

Com a operação, a Polícia Civil do Piauí quer endurecer o combate a roubos na capital. “A operação é uma determinação da secretaria de Segurança e do Delegado Geral. Queremos diminuir o índice de criminalidade da cidade de Teresina. A operação será feita em todo ano de 2019 em pontos específicos da capital. Temos como objetivos aprender drogas, armas, recuperar veículos roubados e dar cumprimento a mandado de prisões de foragidos”, explica o delegado Zanatta. 

Na ação deflagrada ontem a polícia conseguiu dar cumprimento a mandado de prisão contra Sebastião Ferreira da Silva Filho, suspeito de estupro.  A prisão aconteceu na Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina.

“O estupro aconteceu em 2010 contra uma vitima que tinha 17 anos na época. Uma pessoa também foi conduzida com uns papelotes de cocaína e uma pequena quantidade de dinheiro”, conta o delegado Matheus Zanatta. 

 A operação conta com a participação de policiais da Força Tarefa da SSP-PI, Polícia Interestadual do Piauí (Polinter), Gerência de Polícia Metropolitana (GPM),  Gerência de Polícia Especializada (GPE), Gerência de Polícia do Interior (GPI) e da Divisão de Operações Especiais (DOE) e PM-PI.

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir