Cidadeverde.com
Geral

Brasil é 5º pior em ranking da propina em negócios no exterior

Imprimir

O Brasil ficou com a quinta pior posição em um ranking de 22 países sobre empresas que pagam propina ao fazer negócios no exterior, divulgado nesta terça-feira (9) pela ONG alemã Transparência Internacional.

A entidade divulgou seu Índice dos Pagadores de Propinas de 2008, listando os 22 países economicamente influentes do mundo em relação a sua tendência de pagar propinas no exterior.

A pesquisa foi baseada em entrevistas com 2.742 executivos experientes e conduzidas entre 5 de agosto e 29 de outubro. Ela classifica os países em uma escala de 0 a 10. Quanto maior o escore, menor a tendência de as companhias do país praticarem a propina. O Brasil teve nota 7,4, a quinta pior entre os 22 pesquisados, e ficou empatado com a Itália.

A Rússia, cujo presidente, Dimitri Medvedev, considerou a corrupção como um dos desafios-chave no país, ficou no pior lugar da lista, com um escore de 5,9. Depois, vem a China, com 6,5, o México, com 6,6, e a Índia, com 6,8. Os países mais bem classificados são a Bélgica e o Canadá, com nota 8,8.

Empresas de países emergentes como a Rússia e a China são mais propensas a pagar propinas quando fazem negócios fora do país, conclui o relatório.

"O índice proporciona prova de que certo número de empresas de grandes países exportadores ainda usa propina para conseguir negócios fora, apesar de conscientes do impacto danoso da prática na reputação corporativa e nas comunidades, disse Huguette Labelle, presidente da Transparência Internacional em comunicado.

O relatório anterior havia sido publicado em 2006. Naquele ano, a Índia ficou na pior posição, abaixo de China e Rússia. Nos melhores postos, ficaram Suíça, Suécia e Austrália.

Veja a seguir o ranking:

1) Bélgica, 8,8
1) Canadá, 8,8
3) Holanda, 8,7
3) Suíça, 8,7
5) Alemanha, 8,6
5) Reino Unido, 8,6
5) Japão, 8,6
8) Austrália, 8,5
9) França, 8,.1
9) Cingapura, 8,1
9) Estados Unidos, 8,1
12) Espanha, 7,9
13) Hong Kong, 7,6
14) África do Sul, 7,5
14) Coréia do Sul, 7,5
14) Taiwan, 7,5
17) Itália, 7,4
17) Brasil, 7,4
19) Índia, 6,8
20) México, 6,6
21) China, 6,5
22) Rússia, 5,9

 

Fonte: G1

Tags:
Imprimir