Cidadeverde.com
Esporte

Dorival Júnior é o nome preferido para assumir o Vasco

Imprimir
Dorival Júnior é o preferido da diretoria para ser o novo técnico do Vasco na temporada 2009. O treinador foi contactado na última segunda-feira e iniciou as conversas para sacramentar a sua ida para o Rio de Janeiro. Na próxima quarta-feira, o profissional deve se encontrar com o presidente Roberto Dinamite e tem tudo para ser anunciado como o comandante do time de São Januário na luta pelo retorno à Série A em 2010.



O treinador conta com a simpatia dos dirigentes cruzmaltinos para iniciar um projeto de reestruturação do departamento de futebol. Com a escolha e o possível acerto com Dorival Júnior, a cúpula vascaína vai iniciar a procura por reforços e as conversas para a renovação de contrato de alguns atletas, entre eles os dos atacantes Leandro Amaral e do chileno Maurício Pinilla.

Dorival Júnior recebeu o contato do Vasco com entusiasmo e ficou de analisar a proposta de trabalho, já que teve outras sondagens do futebol brasileiro. Em 2008, o profissional comandou o Coritiba com sucesso na Série A. O treinador conseguiu colocar a equipe na nona colocação na competição nacional, e conquistou uma vaga na Copa Sul-Americana. Antes do término da temporada, ele já havia anunciado que não permaneceria no Coxa em 2009.

O vice-presidente administrativo do Vasco, José Hamilton Mandarino, confirmou que o clube deve anunciar o nome do novo comandante em 48 horas. Porém, não quis afirmar que Dorival Júnior vai ser o técnico do time da Colina em 2009.

- Já entramos em contato com alguns profissionais. Esse profissional que escolhemos é um técnico que hoje é conceituado no futebol brasileiro. É um treinador de respeito. É o que precisamos nesse momento. Vamos ter novidades em breve – diz Mandarino.

Além da escolha do treinador, a diretoria está correndo atrás de um homem-forte para assumir o futebol, função acumulada pelo presidente Roberto Dinamite em grande parte do segundo semestre. Os dirigentes ainda não decidiram se vão apostar em um vice-presidente ou se existe a necessidade de um profissional remunerado no cargo.

Fonte: G1

Tags:
Imprimir