Cidadeverde.com
Esporte

Flu sai perdendo de 3 e consegue virada incrível sobre o Grêmio no Sul

Imprimir
  • gremio-fluminense-10.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-9.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-8.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-7.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-6.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-5.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-4.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-3.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-2.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC
  • gremio-fluminense-1.jpg LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC

Com 20 minutos, o placar do encontro entre Grêmio e Fluminense, na Arena, era 3 a 0 para o time da casa. O cenário era de vitória encaminhada. Mas foi exatamente o contrário que aconteceu. Na noite de deste domingo (5), o Flu mostrou um poder de reação impressionante para descontar, empatar e virar o jogo, que terminou 5 a 4, pela terceira rodada do Brasileirão.

Pedro, Matheus Ferraz, Luciano e González duas vezes marcaram para o time visitante, que somou os primeiros três pontos campeonato e pulou para 13º na classificação. Jean Pyerre, Everton, Kannemann e André fizeram para a equipe de Renato Gaúcho, que segue sem vencer e está em 18º com um ponto.

Na quarta-feira, o Grêmio decide vaga nas oitavas de final da Libertadores contra o Universidad Católica, em casa. Basta um empate para avançar. Pelo Brasileiro, a equipe gaúcha jogará no sábado contra o Corinthians. Já o Fluminense só volta a campo no sábado, para encarar o Botafogo.

JOGO
Bastaram 20 minutos para o Grêmio abrir uma larga vantagem. Foram três gols, sendo o último ao fim de uma linda troca de passes. E a superioridade avassaladora se deu pelo choque de posturas que deu ao time gaúcho exatamente o que ele mais quer num jogo. Um adversário com as linhas adiantadas e que tenta sair jogando curto. A equipe de Renato Gaúcho lembrou seus melhores momentos com o eficiente sistema de pressão e nos pés de Jean Pyerre e Maicon encontrou espaços generosos nas costas da defesa adversária. Só que parou, logo em seguida, de jogar. Depois de estar perdendo, conseguiu empatar graças a um gol de Kannemann, mas sofreu outro gol nos acréscimos.

Depois de abrir três de diferença, o Grêmio teve um "apagão". Diminuiu o ritmo, tentou trocar passes e perdeu muitas jogadas. Sofreu um gol já perto do fim da etapa inicial e em seguida o goleiro Julio César foi protagonista de um lance bizarro em que uma falha acabou no segundo. Os lances animaram o Fluminense, que até ensaiou uma pressão antes da conclusão da primeira etapa e veio com tudo no segundo tempo. Após empilhar chances na etapa final, o Flu conseguiu empate no início, com Matheus Ferraz e passou a tentar a virada, que a esta altura já não parecia impossível. E conseguiu. Aos 26 com pênalti convertido por Pedro. Só que pouco antes do fim do jogo, o empate aconteceu. Mas já nos descontos, Yony González definiu a vitória.

GRÊMIO
Julio César; Léo Moura, Michel, Kannemann e Cortez; Maicon (Felipe Vizeu), Matheus Henrique, Alisson (Marinho), Jean Pyerre (Luan) e Everton; André.
T.: Renato Gaúcho
FLUMINENSE
Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Airton (Daniel), Bruno Silva, Allan e Guilherme (Pedro); Luciano (Igor Julião) e Yony González.
T.: Fernando Diniz
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Danilo Simon Manis e Neuza Inês Back
Público/Renda: 9.734 total/R$ 266.323,00
Cartões amarelos: Guilherme (FLU); Kanemann (GRE), Matheus Henrique (GRE);
Gols: André, do Grêmio, aos 5 minutos do primeiro tempo; Everton, do Grêmio, aos 12 minutos do primeiro tempo; Jean Pyerre, do Grêmio, aos 21 minutos do segundo tempo; Yoni González, do Fluminense, aos 38 minutos do primeiro tempo e aos 47 do segundo tempo; Luciano, do Fluminense, aos 40 minutos do primeiro tempo; Matheus Ferraz, do Fluminense, aos 9 minutos do segundo tempo; Pedro, do Fluminense, aos 26 minutos do segundo tempo; Kannemann, do Grêmio, aos 39 minutos do segundo tempo.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir