Cidadeverde.com
Geral

DHPP contabiliza oito homicídios em Teresina no fim de semana

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

Jovem foi encontrado morto na praça do bairro

MATÉRIA AMPLIADA ÀS 12H58

Um jovem foi morto a tiros na praça do Parque Mão Santa, na zona Leste de Teresina. A Polícia Militar foi acionada por volta das 6h, desta segunda-feira (13). Até o momento, a vítima não foi identificada. Ele vestia camisa longa na cor azul e calça jeans. 

Este foi o quinto homicídio em Teresina em 24 horas. Os demais assassinatos ocorreram nos bairros Macaúba e Parque Vitória (ambos na zona Sul), Vila São Raimundo (zona Sudeste) e Parque Mão Santa (zona Leste). Contabilizando os casos de sexta à segunda somam-se oito casos. 

O comandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, considera a quantidade de homicídios atípica e atribui à saída temporária do Dia da Mães. 

"Não é falta de policiamento ostensivo. A quantidade de policiais militares que havia na rua no fim de semana passado foi a mesma desse e será a  dos próximos. Essa quantidade de homicídios foi em decorrência da saída dos presídios pelo Dia das Mães. Eles têm disputa aqui fora, querem 'acertar as contas' e quando saem estão dispostos a matar ou morrer", disse o coronel. 

Foto: Catarina Malheiros/ Cidadeverde.com

Por outro lado, entre os casos, há um investigado como latrocínio (roubo seguido de morte). Questionado sobre a quantidade de crimes, o delegado Francisco Costa, o Baretta, coordenador do Departamento de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP), frisa que a Polícia Civil "só corre atrás do prejuízo". 

"O latrocínio é um crime que gera um clamor muito grande, pois um cidadão de bem é morto e cria-se uma sensação de insegurança muito grande. Já solicitei que fossem realizadas todas as diligências no sentido de solucionar esse caso o mais rápido possível, bem como os outros casos. A Polícia Civil só corre atrás do prejuízo", disse Baretta.

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

"Todos os casos serão investigados indistintamente. Vamos investigar, identificar e prender cada um dos autores desses crimes, colocá- os à disposição do Poder Judiciário e do Ministério Público Estadual. Nenhum ficará impune por falta de empenho da Polícia Cívil do Piauí, através do DHPP", conclui o delegado.

Por meio de nota, a a Secretaria Estadual da Segurança Pública através da Delegacia Geral de Polícia Civil, frisa  que "o aumento do número de homicídios em curto espaço de tempo tem coincidido com os períodos em que presos recebem o benefício de saídas temporárias, no caso desse final de semana, para a data comemorativa do dia das mães. O delegado geral, Luccy Keiko Paraíba, informa ainda que tem uma reunião marcada para terça-feira (14)  com os delegados e a Polícia Militar, para avaliar os índices nesses períodos e tomar providências cabíveis", informou a nota.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir