Cidadeverde.com
Viver Bem

Banana: biomassa preserva ao máximo os nutrientes

Imprimir

Foto: Pixabay/ fotos gratis

É difícil que ela passe despercebida pelas feiras livres e supermercados do Brasil. Versátil e saborosa, a banana é das frutas mais queridas no País. Ao amadurecer, perde parte de seus nutrientes, mas há um meio de aproveitar o máximo suas propriedades. É a biomassa de banana verde. 

Além de preservar vitaminas, minerais e fibras, a biomassa pode ser adicionada a receitas doces e salgada sem alterar o sabor – além de ser uma substituta da farinha de trigo.

Benefícios

A biomassa de banana verde é rica em amido resistente, espécie de fibra que o aparelho digestivo não consegue digerir. Isso acontece pois, ao não ser processada, serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino, contribuindo para o desenvolvimento da microbiota intestinal. Consequentemente, a imunidade melhora e o risco de câncer no intestino diminui

Além disso, a biomassa pode prevenir doenças cardiovasculares e controlar a diabetes, pois é um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico. Sem falar na ajuda no processo de emagrecimento, já que a sensação de saciedade dura por mais tempo.

Consumo e treino

Para quem corre ou pratica atividades, o ideal é consumir a biomassa antes do treino, já que nela prevalecem carboidratos complexos de baixo índice glicêmico.

A ingestão de qualquer nutriente sempre terá relação com o plano alimentar de cada indivíduo, mas os carboidratos complexos desse alimento ajudam a manter a curva glicêmica sem picos maiores, sendo benéfico para dar energia durante todo o treino.

Cuidado

Apesar dos benefícios, consumir a biomassa de banana verde em excesso pode levar ao aumento de peso. Segundo a SCIRO (Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Austrália), o recomendado é consumir aproximadamente 70 g por dia — ou seja, de 3 a 4 colheres de sopa.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir