Cidadeverde.com
Geral

Comunidade da Serra do Inácio recebe Dia de Cidadania nesta segunda (27)

Imprimir

O Governo do Estado realiza nesta segunda-feira (27), um Dia de Cidadania na Vila do Mel, localizada na Serra do Inácio, divisa do Piauí e Pernambuco. A abertura do evento acontece às 9h, na quadra da escola, com a presença da vice- governadora, Regina Sousa. As ações acontecem a partir das 10h, na Escola Miguel Arcanjo, na quadra e na Igreja da Vila.

As famílias da região terão acesso a serviços diversos, como expedição de documentos, vacinação, teste de glicemia, aferição de pressão, orientações sobre programas sociais, planejamento familiar, exposição de produtos da agricultura familiar, serviços e direitos e benefícios como regularização fundiária, bolsa família, aposentadoria, dentre outros. 

Segundo Sandecleia Macedo, diretora da Escola Miguel Arcanjo, na Vila do Mel, a expectativa da comunidade é positiva: “É a primeira vez na história que a gente tem uma ação nessas proporções na Serra do Inácio e a expectativa é de atender essas famílias que não têm um registro, não têm uma carteira de identidade. Esse momento é de esperança, pois esse povo nunca teve algo parecido”, diz. 

Ainda de acordo com Sandecleia, na região existem famílias com mais de uma criança sem nenhum documento, nem mesmo a certidão de nascimento. “Por conta da dificuldade de acesso, a maioria das mulheres tem seus filhos em casa, seguindo para a cidade mais próxima apenas em casos mais graves. Em algumas famílias os pais nem lembram mais o mês que as criança nasceu”, explica a professora.

É exatamente esse tipo de situação que a ação do Governo do Estado pretende resolver durante o Dia de Cidadania, com a expedição da certidão de nascimento e carteiras de identidade. Os cerca de 1000 habitantes poderão participar ainda de oficinas educativas trabalhando temas como “Violência, namoro e sexualidade”, “Direito a convivência familiar e comunitária”, “Participação e realidade juvenil e prevenção ao alcoolismo” e ainda “Uso consciente da água e higiene.

Outro problema detectado após visitas à região foi um alto índice de violência contra a mulher. Para realizar um trabalho junto às mulheres, A Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres também participa do Dia de Cidadania na Serra do Inácio, realizando uma roda de conversa.  “Estamos na Serra para fazer uma análise sobre as políticas públicas para as mulheres e conversar sobre questões como violência e feminicídio na região. Vamos também realizar uma roda de conversa com a Associação das Mulheres Trabalhadoras da Vila do Mel, que são mulheres que trabalham com o beneficiamento da mandioca”, explica Patrícia Amália, diretora de Políticas para as Mulheres.

Diagnóstico

O Dia de Cidadania vem para suprir uma série de necessidades diagnosticadas durante as visitas técnicas realizadas na Serra por diversas secretarias para a elaboração de um diagnóstico socioeconômico e cultural da população local. Servirá como base para políticas públicas e ações continuadas na região da Serra do Inácio.

A ação faz parte de uma demanda que surgiu ainda durante a Romaria da Terra e visa avaliar como as comunidades são impactadas pelos grandes empreendimentos como a mineração, energia eólica, solar e a Transnordestina. São parceiros do projeto o Governo do Estado, Cáritas, Comissão Pastoral da Terra (CPT), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB), dentre outros.

A primeira parte da pesquisa foi realizada através da aplicação de questionários nas localidades por moradores e jovens do Movimento dos Pequenos Agricultores, que foram treinados por técnicos da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), que coordenou os trabalhos. Esta primeira fase aconteceu no período de 3 a 17 de maio.

Joana D’Arc foi uma das moradoras da Vila o Mel que participou da coleta de dados. “Apesar de morar aqui na Serra, conhecemos muitas realidades que até pra gente foi chocante. Nós encontramos uma casa com uma família de oito pessoas e eu não consegui entender como eles dormem a noite, pois a casa é muito pequena”, lembra Joana.

Com a realização do Dia de Cidadania, Joana espera que a comunidade saiba aproveitar a oportunidade. “Nós esperamos muitas melhorias para a nossa comunidade e que possam resolver muitas situações críticas que tem aqui, como a questão de água, as estradas, o acesso para Betânia e para Santa Filomena” enumera.

Da redação
[email protected] 

Imprimir