Cidadeverde.com
Geral

Teresina tem mais de 100 pontos de descarte irregular de lixo

Imprimir

Um levantamento feito junto às Superintendências Municipais de Desenvolvimento Urbano mostrou que Teresina tem 116 pontos de descarte irregular de lixo. Para a limpeza destas áreas, a Prefeitura Municipal de Teresina destina, por mês, mais de R$ 332,5 mil.

De acordo com dados da SDU Centro-Norte, só na região, são destinados cerca de R$ 80 mil mensais para o recolhimento de lixos e entulhos, frutos do descarte irregular, em 30 áreas de transbordo, criadas pelos próprios munícipes.

Na área da SDU Sudeste são destinados cerca de R$ 85 mil mensais, para o recolhimento de lixo descartado de forma irregular, em 29 pontos de transbordo. Já a SDU Sul destina, por mês, R$ 89 mil para este recolhimento, em 29 áreas.

Na região da SDU Leste, os dados mostram que só no mês de abril foram investidos R$ 78.548.44. Nesta região, a Gerência de Serviços Urbanos informou que há 28 áreas de transbordo, em 18 bairros.

O descarte irregular do lixo tem demandado um grande investimento por parte da Prefeitura Municipal de Teresina, recurso que poderia ser aplicado em outras áreas. “Sempre fazemos o recolhimento de lixo, mas precisamos lembrar que a limpeza não é função apenas da Prefeitura, a população também precisa fazer sua parte, para mantermos a cidade limpa e em ordem”, disse o superintendente da SDU Centro/Norte, Weldon Bandeira.

A população pode ajudar a apontar os locais de descarte irregular de lixo, através do aplicativo Colab, mandando fotos e informações sobre o problema. Ao serem avaliadas, essas demandas são encaminhadas para os órgãos responsáveis. O aplicativo está disponível para celulares Android e Iphone e o download é gratuito.


Da redação
redacao@cidadeverde.com 

 

 

Imprimir