Cidadeverde.com
Política

Mudança na legislação faz partidos estabelecerem teto de votos para 2020

Imprimir

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A mudança na legislação eleitoral para 2020 provoca uma mudança no comportamento dos partidos. Sem coligações proporcionais, as siglas terão que montar chapa pura e estabelecerem um teto de voto para as lideranças que pretenderem ser candidatos.

O vereador Neto do Angelim, que já acertou filiação ao Patriotas, afirma que no partido o teto máximo de votos deve ser 3 mil votos. Pré-candidatos, com uma projecao de votos maior do que esse número, estão com dificuldades para serem aceitos nos partidos. 

"Os partidos precisam se prepara para essa mudança. As conversas já estão acontecendo. No caso do Patriotas, o teto é de 3 mil votos. É importante para possibilitar o diálogo com as lideranças", destacou.

O vereador Luis André afirma que a mínima  de votos no PSL é de 500 votos. A máxima é de 3 mil.

"O PSL quer dobrar a bancada. Queremos que o partido se fortaleça muito no próximo pleito. Temos o teto minimo de 500 votos e o máximo de 3 mil votos. Estamos conversando com lideranças que desejam contribuir com o partido", destacou. 


Vereador Luís Andre (PSL).

O teto estabelecido pelos partidos dificulta a vida de vereadores que desejam mudar de legendas. Em alguns casos, por divergências partidárias, alguns parlamentares desejam mudar de sigla, mas por terem muito votos, estão com dificuldades para serem aceitos em legendas menores.

Flash Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com 

Imprimir