Cidadeverde.com
Política

Se não houver consenso, governador vai intervir, diz deputado sobre cargos em Oeiras

Imprimir

A indicação de cargos e diretorias de hospitais e órgãos de estado de “segundo escalão” no interior do Estado ainda não foi definida em algumas cidades do interior, a respeito de Oeiras. A disputa interna entre deputados da base travou as nomeações que ainda aguardam uma definição final, prevista para os próximos dias.

Em entrevista à TV Cidade Verde, o deputado Francisco Costa, garantiu que será dada uma solução para o impasse o qual, segundo ele, afeta principalmente a população. “Acredito que até o final desta semana tenhamos uma definição. Até porque não dá para ficarmos com uma regional e saúde, uma regional de educação, uma Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), um Espaço da Cidadania e uma penitenciária sem uma definição de quem vai conduzir”

Em Oeiras, a disputa se dá entre indicações dos deputados B. Sá, Francisco Limma, Franzé e Dr Hélio. Segundo Francisco Costa, se até o final a semana os deputados não entrarem em um consenso quanto às indicações, o governador, que tem se afastado das indicações nos municípios, irá intervir para “não dar prejuízo para a prestação de serviços a população”, disse o deputado.

Foto: Analice Borges/Cidadeverde.com

Atrito

No interior, a base do governo tem negociado as indicações para os órgãos estaduais no que chamou Francisco Costa chamou de “matemática justa”. Em Oeiras os atritos se deram após deputados questionarem o apoio de membros do grupo ligado à B.Sá dado a adversários de Wellington Dias na chapa majoritária. “Apoiarem a base mas não apoiaram o governador”, explicou.

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com

Imprimir