Cidadeverde.com
Economia

Estado inicia inventário de proteção ambiental para Agência Francesa

Imprimir

Foto: Paulo Barros / CCOM

O governador Wellington Dias determinou, na terça-feira (13), o início do inventário das áreas de proteção e conservação ambiental no Piauí a serem apresentadas à Agência Francesa de Desenvolvimento para obtenção de créditos do chamado ativo verde. Em reunião com a secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Sádia Castro, foram estabelecidos os parâmetros do projeto, que buscará o valor limite disponibilizado pelo órgão francês, que é € 200 milhões, o equivalente a R$ 885 milhões. 

O dinheiro deve ser aplicado na estruturação dos parques ambientais e unidades de conservação recém-criados no estado, como a Lagoa do Portinho, Cânion do Poti e Parque do Rangel

“O Piauí é o 5° estado do Brasil com mais mata nativa preservada, o 1° fora da Amazônia. Queremos tratar do desenvolvimento do Piauí com esse olhar, tendo uma forma moderna para ajudar nos efeitos das mudanças climáticas”, ponderou Dias.

Parte do recurso desejado não gerará desembolso ao Estado. A contrapartida oferecida é a preservação da área de conservação ambiental sinalizada no projeto. 

Uma equipe formada por técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) vai elaborar uma carta-consulta até a próxima semana. A proposta deve ser apresentada ao Consórcio Nordeste, antes de ser encaminhada aos franceses.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir