Cidadeverde.com
Política

Jeová Alencar não vai à solenidade e Firmino Filho pede " maturidade política"

Imprimir

Fotos: Ascom

A Câmara de Teresina realizou audiência em comemoração ao aniversário de 167 anos da capital. Chamou atenção a ausência do presidente da Casa, Jeová Alencar,  adversário político do prefeito Firmino Filho  (PSDB).

Jeová alegou viagem pessoal com os filhos para não comparecer. Nos bastidores, a ausência é vista como um acirramento das diferenças políticas entre os dois adversários. 

"Institucionalmente a relação é  perfeita. Pessoalmente não muita", disse Firmino ao ser perguntado sobre a relação com Jeová. O prefeito afirma que foi à  Câmara em respeito à instituição. 

"Estamos no aniversário da cidade e existe um protocolo a ser cumprido. Não estamos aqui para visitar pessoas, mas para  visitar instituições. Simples assim. Não estamos aqui para visitar pessoas,  mas a instituição", disse.

Firmino pediu maturidade política diante da aproximação do pleito eleitoral. O tucano citou a recepção do governador Wellington Dias ao presidente Bolsonaro como exemplo.  

"A maturidade política exige que as pessoas possam respeitar as instituições. Tivemos a visita do presidente e o governador Wellington Dias recebeu. Não era a pessoa do Wellington Dias recebendo o Jair Bolsonaro, mas era o governador recebendo o presidente. São instituições, exigem que as pessoas saibam viver em democracia. É preciso ter maturidade política", destacou.

Os dois romperam politicamente em 2017. Na época, Jeová concorreu á reeleição como presidente sem o apoio do prefeito.  Jeová deixará o PSDB para se filiar ao MDB. O partido lançará o ex-deputado Dr. Pessoa como adversário do candidato de Firmino. 

Aniversário
A solenidade contou com a presença do prefeito, secretários e vereadores. A homenageada é  a historiadora e jornalista Marta Tajra.  Ela se disse honrada com a homenagem e falou sobre a importância da cidade na sua vida. A historiadora também destacou a história do nascimento de Teresina.

"Me sinto honrada com esse momento. Para falar da Teresina de hoje é preciso entender o processo de criação de Teresina. A história nos mostra que Oeiras era uma capital isolada, sem comunicação. Na visão de Saraiva a criação de Teresina facilitaria as comunicações do governo com as demais provinciais. Era a política expansionista do Império. Foi assim que começou a nossa história", afirmou.


Flash Lídia Brito
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir