Cidadeverde.com
Últimas

Saúde reforça doses contra sarampo nas salas de vacinação no Piauí

Imprimir

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após mudanças na faixa etária de vacinação, a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) está reforçando a distribuição de vacinas contra o Sarampo nas salas de imunização em todo Estado. Nesta quarta (21), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) também reforçou que as 104 salas em Teresina estão com as doses disponíveis para receber o público-alvo.

Em Teresina, as 104 salas estão distribuídas pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e hospitais de bairro. 

Na terça (20), o Ministério da Saúde recomendou que criança a partir dos seis meses de idade a 11 meses e 29 dias sejam vacinadas.  Nessa faixa etária, será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, como já acontece em campanhas como a de combate à poliomielite, segundo a FMS. 

“Esta é uma medida para intensificar a vacinação nesse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos”, informa a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba. Os adultos até 49 anos também devem colocar a caderna de vacinação em dia, caso não sejam vacinados contra o Sarampo. 

Atualmente, no Piauí, de acordo com a Sesapi, já tem o registro de um caso confirmado e outros sete casos suspeitos da doença. A coordenadora de Epidemiologia da Sesapi, Amélia Costa, ressalta que essa não é uma campanha para "vacinação em massa" no Piauí, mas é preciso reforçar a prevenção diante dos surtos em outros estados. 

"Nós estamos realizando a cobertura nos municípios e orientando para que as salas de vacinação fiquem abertas para atender a população, devido a situação de surto de sarampo (em outras localidades)", comentou Amélia. Nesta quarta, a Sesapi lançou uma nota técnica sobre a doença. 

"O caso confirmado se trata de um 'caso importado', uma vez que o bebê referente a ele contraiu a doença enquanto estava em uma viagem em São Paulo. A criança ainda não havia sido vacinada quando adquiriu o Sarampo. Em relação ao caso confirmado foi efetuada a ação de bloqueio após o rastreamento dos locais por onde a criança esteve presente após a contaminação, realizando a imunização de todos que tiveram o contato com ela", informou a Sesapi. 

Referente aos sete casos suspeitos estão sendo aguardados testes que permitiram descartar ou não os casos como Sarampo.

Transmissão
O sarampo é uma doença que passa com facilidade de uma pessoa para outra por meio da fala, tosse e espirro.

Prevenção
A vacina é a única forma de prevenção da doença e está disponível na vacinação de rotina nas unidades de saúde.

Sintomas
Os principais sintomas do sarampo são mal-estar geral, febre, tosse e coriza. A doença também provoca conjuntivite e se caracteriza por apresentar manchas vermelhas que aparecem no rosto e se espalham por todo o corpo.



Carlienne Carpaso (com informações da Sesapi e FMS)
carliene@cidadeverde.com

Imprimir