Cidadeverde.com
Esporte

Leclerc domina na Bélgica e conquista 1ª vitória, em dia de luto por Hubert

Imprimir

O dia foi de luto por Anthony Hubert, pela morte do jovem piloto francês ontem, em prova da Fórmula 2. Mas, na pista, houve motivo para Charles Leclerc e a Ferrari comemorarem. 

O piloto monegasco conquistou sua primeira vitória, ao dominar o GP da Bélgica e conseguir manter uma boa vantagem para o líder do Mundial 2019, Lewis Hamilton. O resultado fez Leclerc, de 21 anos, chorar, no misto de sentimentos do fim de semana: "É um sonho que se torna realidade", disse, pelo rádio.

Leclerc fechou a prova em Spa-Francorchamps na primeira colocação, tendo perdido a liderança apenas no pit stop - um jogo de equipe com Vettel, que o havia passado, o levou de volta à primeira colocação, na metade da prova. 

Hamilton foi o segundo colocado, com Valtteri Bottas, também da Mercedes, em terceiro.

Hubert foi lembrado diversas vezes durante o domingo: os pilotos fizeram um minuto de silêncio para ele antes da corrida, um safety car hasteou a bandeira francesa, e o público o aplaudiu de pé na 19ª volta. O francês usava o número 19.

Com o resultado, Hamilton mantém a liderança do Mundial de pilotos.

A Fórmula 1 retorna já na semana que vem, com o GP da Itália, domingo, às 10h10.

A largada teve Hamilton se dando bem, pelo menos momentaneamente. Leclerc manteve com tranquilidade a liderança, mas viu seu parceiro Sebastian Vettel ser ultrapassado pelo inglês da Mercedes. Ainda na primeira volta, Vettel deu o troco e voltou à segunda posição.

A nota triste para os belgas foi a batida de Max Verstappen, da Aston Martin, que bateu logo na primeira volta, em disputa de posição com Kimi Raikkonen. Eles se tocaram, roda com roda, e Max chegou a levantar o rival. 

A batida avariou o carro de Verstappen, que em certa curva acabou indo direto para a proteção de pneus. O safety car entrou na pista e a corrida foi retomada na quinta volta.

As primeiras alterações entre os líderes vieram com a parada de Vettel, que retornou com cerca de 20 a 21 segundos de desvantagem para o líder Leclerc, que se mantinha sem problemas à frente.

O piloto da Fórmula 2 Anthoine Hubert, que recebeu homenagens antes da prova após morrer em batida ontem, em prova da categoria, recebeu aplausos da torcida quando o GP da Bélgica chegou à 19ª volta. Ele usava o carro número 19.

Leclerc fez sua parada nos boxes na 22ª volta, na metade da prova, de 44 voltas. O pit stop foi perfeito, mas não conseguiu retornar à frente de Vettel, com Hamilton e Bottas assumindo a primeira e a segunda colocações, antes de suas paradas. 

Após todas as paradas, a sequência ficou: Vettel na liderança, Leclerc à sua caça, e Hamilton e Bottas um pouco mais atrás.

Durou pouco. Logo na 27ª volta o rendimento mais veloz de Leclerc falou mais alto e ele passou o companheiro de Ferrari, em um jogo de equipe que fez sentido devido à disparidade entre os dois - já que Vettel trocou pneus cedo na corrida.

Hamilton passou a andar muito mais rápido que Vettel e conseguiu conquistar a segunda posição na 32ª volta, sem grandes problemas para fazer a ultrapassagem e prometendo pressionar Leclerc nas voltas finais.

Foi o que aconteceu. Hamilton chegou a ficar a menos de dois segundos de distância do francês, mas não foi o suficiente para o veterano tomar a primeira vitória do piloto da Ferrari.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir